A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

08/04/2014 10:55

Diretora de escola é investigada por abuso moral e desvio de bens

Lidiane Kober
Escola fica localizada nas Moreninhas (Foto: Arquivo)Escola fica localizada nas Moreninhas (Foto: Arquivo)

A diretora da Escola Municipal José Mauro Messias da Silva, Dinalva Domingos Morais, está mira do MPE (Ministério Público Estadual) por suposto assédio moral e desvio de bens. A denúncia anônima também chegou à Prefeitura de Campo Grande, que abriu sindicância e constatou “falta de conduta compatível com a moralidade administrativa e ética profissional”.

O caso chegou ao MPE dia 27 de agosto de 2013 e, quase um mês depois, a prefeitura instaurou a sindicância. De acordo com a denúncia, a diretora do colégio, localizado nas Moreninhas, “persegue” funcionários e realiza eventos, sem detalhar o destino do lucro.

Como exemplo, o denunciante elencou uma série de atividades realizadas na escola. Na última feira cultural, a diretora teria “obrigado os professores” a doar brindes para a pescaria e, mesmo assim, cobrou dos alunos para participar da brincadeira. Também revoltou a comunidade o fato de a escola vender cachorro-quente, apesar de usar o pão fornecido pela prefeitura.

Em outro evento, uma gincana, a diretora levou os alunos a “arrecadar alimentos, brindes e dinheiro” pelo bairro, com a alegação de montar cestas básicas para doar aos mais carentes do bairro. O denunciante, por sua vez, afirma que Dinalva ganhou as cestas do comércio local e não revelou o destino dos produtos arrecadados na gincana.

Além disso, ele coloca em xeque o risco que os alunos correram ao percorrem o bairro para conseguir os itens. “E o lucro (dos eventos) onde está?”, questionou na denúncia, encaminhada ao promotor da 31ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social, Henrique Franco Cândia.

Ainda sobre a gincana, o denunciante afirma que os estudantes ficaram sem o prêmio prometido aos vencedores, no caso um passeio. “Foram expostos a perigos e acabaram frustrados”, comentou.

Desvio de bens – Também pesa sobre a diretora suspeita de desviar bens da escola. Conforme o denunciante, o colégio ganhou da prefeitura televisão, rádio, computador e notebook. “O material não está na escola e, até hoje, a sala dos professores segue sem computador”, afirma a denúncia.

Além disso, chegou ao MPE acusação de desleixo com a limpeza da escola e favorecimento a vereadores. “A limpeza da escola deixa a desejar por falta de profissionais, que mais faltam no serviço do que trabalham”, disse o denunciante. Ele afirma ainda que Dinalva persegue professores e funcionários da limpeza para demiti-los e contratar indicados de políticos.

Em resposta à denúncia e o resultado de sindicância na escola, encerrada em 12 de fevereiro deste ano, a prefeitura decidiu abrir processo administrativo disciplinar contra a diretora e o MPE instaurou inquérito, conforme publicação no Diário Oficial.

Procurada pelo Campo Grande News, Dinalva não retornou as ligações.



E Iara cristina esta sabendo legal das coisas em !! Quem tem que provar que não esta envolvida nessa polemica não sou eu não e sim a diretora da escola !! Eu só acho lamentável uma diretora de escola se envolver nesse tipo de acusação. E se tudo fosse transparente não estava nessa situação , acho também que se fosse transparente mesmo a diretora não precisaria fazer baixo assinado para funcionários assinar para supostamente dizer que ela e uma boa diretora e ai de quem não assinar né "IARA CRISTINA" !!
 
Ualison Santana em 17/04/2014 09:41:44
Continuando o meu depoimento, descumprimento de regras e atividades, o usuário que no caso da escola é o aluno fica desprovido de atendimento quando um funcionário como este que veio para escola acompanhar as crianças especiais durante o intervalo não comparece, ou vai embora mais cedo, sobrecarrega o trabalho de outros causando revolta e indignação, são funcionários como este que fazem a má fama do funcionário público, e diante do depoimento deste rapaz Ualison Santana é que podemos ver como ocorreu a tal denúncia anônima. Pensem muito bem antes de acreditar em denúncia anônima pois quando as pessoas tem provas e estão indignadas elas usam seu nome, e não ficam fazendo anonimamente.
 
IARA CRISTINA em 16/04/2014 08:45:34
Bom dia, fico indignada quando uma pessoa como esse rapaz Ualison Santana fala mal das escolas, que ninguém deu apoio a ele, que ele foi injustiçado, que ele era perseguido, mais pergunte a ele se um funcionário que falta 15 dias sem justificativa e depois que é questionado sobre o porque por colegas como eu ele diz que não virou funcionário público para trabalhar, e muitas outras vezes ele ia embora escondido e quando a gente procurava ele para trabalhar ele havia sumido, eu trabalho a muito tempo em escola e nunca vi um funcionário tão ruim quanto ele, pergunte a ele que em pleno estágio probatório por quantas escolas ele passou? E porque ele foi exonerado? Para os leigos para um funcionário público ser colocado a disposição ou exonerado ele tem que ter muitos registros indisciplinares.
 
IARA CRISTINA em 16/04/2014 08:35:05
E tem gente que não acredita mas pode acreditar, isso e lamentável mas acontece em escolas da nossa capital eu digo isso por que não é só nessa escola que aconteceu o abuso de autoridade já vi em outra também , existem funcionários dessa escola denunciada que faz serviços pelo qual suas atribuições do concurso não competem viu, e só fazem pois tem medo de serem colocados a disposição, no meu caso foi diferente nunca tive rabo presso a ninguém e acredito que fui o único que disse "não" , não vou fazer!!! acho que se a escola precisa de um motoboy e bom o prefeito fazer um concurso pra isso pra poder ajudar essas diretoras que precisão de serviços extra !!!
 
Ualison Santana em 14/04/2014 15:52:25
Tem muito funcionário na prefeitura que não faz NADA... Cheio de concursado que vive de atestado, gente folgada que vai apenas cumprir horário e quando é colocado a disposição se ofende... Não acredito em nenhuma das denúncias... Tanto politico metendo a mão no dinheiro público nem é investigado , quando é investigado é absolvido.. Essa diretora é uma pessoa honesta decente, fico triste com a sujeira que exite nesse meio, procuraram saber se a denuncia não partiu de alguém que almeja um cargo de diretor na prefeitura!
 
fabiula benitez hoff em 09/04/2014 16:37:20
Acho um absurdo certas coisas que acontecem na prefeitura,certos comentários de ex-funcionários, sou uma ex-funcionária também; eu acredito que isso seja uma grande injustiça, pelo que conheço da diretora...ela é firme com os funcionários com certeza, mas também com essa cambada escorada que trabalha na prefeitura, nunca fui repreendida pela diretora enquanto trabalhamos juntas (3 anos), certamente porque eu trabalho! Deus é que sabe dos esforços que ela faz pra ajudar a escola e a comunidade, porque ainda tem isso : a Dinalva vai além, se preocupa com os alunos e as suas famílias...Tem tanta coisa errada por aí , casos de policia mesmo, vão perturbar a vida de uma cidadã de bem...I-N-D-I-G-N-A-D-A
 
fabiula benitez hoff em 09/04/2014 16:12:16
Olha eu fui um funcionário dessa escola e realmente tudo isso que esta na matéria e verdade, em relação ao abuso de autoridade isso ela usou comigo também, me pedia pra fazer serviços particulares fora da escola e nem o dinheiro da gasolina ela dava , ate que um dia ela viu que não precisa mais de mim na escola e me colocou a disposição da prefeitura fazendo com que eu fosse transferido de escola. Mas é assim mesmo aqui se faz aqui se paga! Parabéns para quem denunciou
 
Ualison Santana em 08/04/2014 20:07:05
Escola é lugar de dar ÓTIMOS exemplos , dela que sai grandes pessoas.
 
GILBERTO P PEREIRA em 08/04/2014 11:47:52
Parabéns ao denunciante. O Brasil precisa de mais pessoas assim. Quanto à diretora, uma vez confirmada qualquer das denúncias, tem que ser exonerada e presa. Lugar de ladrão é na cadeia!
 
Ricardo Farias em 08/04/2014 11:19:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions