A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

13/09/2017 16:53

Dívida de droga paga com nota falsa de R$ 50 motivou morte, diz polícia

Luana Rodrigues
Local onde vítima caiu após ser atingida por três tiros (Foto: João Paulo Gonçalves)Local onde vítima caiu após ser atingida por três tiros (Foto: João Paulo Gonçalves)

Naor da Silva de 24 anos foi morto na manhã desta quarta-feira (13), por pagar uma dívida de drogas com uma nota de R$ 50 falsa. A informação é da Polícia Civil, que investiga o caso.

De acordo com o delegado Bruno Urban, da Deaij (Del. Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), um adolescente de 15 anos foi apreendido por envolvimento no crime. A polícia agora procura por um jovem de 19 anos, que também teria participação na morte.

A motivação para o assassinato, segundo o delegado, seria uma dívida da vítima por compra de drogas. Naor teria pago o débito com uma nota falsa de R$ 50."O adolescente ainda será ouvido e o caso investigado pela 6ª delegacia", informou Urban.

Testemunha – Uma vizinha da vítima, que por questões de segurança terá a identidade preservada, contou ao Campo Grande News, que momentos antes do assassinato, tinha encontrado Naor em um mercadinho, do bairro.

“Estávamos comprando pão, e na saída do mercado, dois caras de bicicleta o encontraram e perguntaram se ele não iria pagar uma dívida. Naor então respondeu que não, pois já havia pago. Nesse momento eles deram um ultimato dizendo que isso não ficaria assim”, detalha.

Os dois retornaram respectivamente para suas casas, quando a mulher ouviu os barulhos de tiro. “Em seguida a mulher do Naor veio até minha casa gritando que tinham matado seu marido”, relata.

Assassinato - Segundo a mulher da vítima, Roseane Rosa, a “Nega Jú”, ela estava em casa lanchando com o marido, quando dois homens bateram no portão.

Naor atendeu os suspeitos e os recebeu dentro da residência. Enquanto conversavam, os dois teriam questionado a vítima sobre o pagamento de uma dívida com notas falsas. A vítima e os homens, então, começaram uma discussão.

Na sequência, um dos suspeitos sacou uma arma e atirou por pelo menos duas vezes à queima roupa. A primeira informação era de que o a vítima teria levado dois tiros na cabeça.

Segundo testemunhas, Naor era dependente químico. Após o crime, segundo testemunhas, os atiradores fugiram de bicicleta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions