A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/06/2011 21:00

Donos de trailers farão reunião com a Prefeitura amanhã

Paulo Fernandes e Paula Maciulevicius

Donos de trailers que trabalham na avenida Afonso Pena, em Campo Grande, terão uma reunião amanhã com o secretário municipal Marcos Cristaldo, da Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico).

Para o presidente da Amval (Associação Municipal de Vendedores Autônomos de Lanches), Emerson do Nascimento, de 33 anos, o encontro poderá ser decisivo. Hoje, os donos dos trailers vivem um momento de indefinição, sob a iminência de serem retirados daquele local pela Prefeitura.

“Nossa vontade é de não sairmos. Nós empregamos mais de 300 pessoas e muitos ficariam desempregados se tivéssemos que deixar a Afonso Pena”, diz o comerciante.

Emerson critica a indefinição da Prefeitura em relação ao assunto. "Não sabemos nada ainda, para onde vamos, para começarmos a nos preparar e ver com os outros donos de trailers se concordam ou não", disse.

Ele trabalha há 8 anos na Afonso Pena e afirma que “sempre” existiu o boato de que os trailers seriam retirados.

Segundo a Amval, a retirada dos trailers afetará diretamente cerca de 300 pessoas, entre funcionários e proprietários.

Indiretamente, também serão prejudicados fornecedores de pães, alface, carne, frios e bebidas. "O prejuízo é de grande dimensão. São milhares de empregos que vão deixar de existir".

Emerson afirma que a classe quer uma solução definitiva, um espaço com melhor estrutura, com banheiros, por exemplo.



A Prefeitura já sugeriu transportar esses trailers com toda a estrutura para a nova Orla Ferroviária, que vai ser um novo ponto turístico da cidade, mas eles não quiseram. Ia ser um espaço como a Feira Central, com toda a estrutura, mas eles não quiserem (igual ao camelódromo que não quis ir para a rodoviária antiga). Agora, essas pessoas geram emprego? Tudo bem. Mas são empreendimentos como qualquer outros e precisam ter seus impostos recolhidos, já que é o ISS que sustenta essa cidade. Com o espaço correto, eles teriam até uma estrutura certinha, e não o meio de um canteiro que é público. Enfim.
 
Milton Fernandes em 09/06/2011 09:25:38
"O prejuízo é de grande dimensão. São milhares de empregos que vão deixar de existir".
Que exageroooooooo! Na minha opinião, um estudo de pontos positivos e pontos negativos deveria ser feito, além de ouvir o que a população tem a dizer a respeito. Não gosto da falta de padronização dos trailers, algos são um verdadeiro lixo. Outra questão que não agrada, não só a mim, é o lixo deixado por eles, além da mancha de gordura nas calçadas.
 
Adilson dos Santos Silva em 09/06/2011 05:24:48
Até pode ser justa a reivindicação dos donos de trailers, mas a Afonso Pena não é lugar de "Feira Livre" de lanches. Aquele espaço é público, portanto é de todos.
 
Fernando Silva em 08/06/2011 10:02:23
Com certeza é mais um capítulo desta infindável novela, isso é coisa de cidade interiorana, os administradores, precisam agir com a razão e não com a emoção, afinal está em jogo também a definição de uma grande área central onde transitam milhares de carros diariamente. Na realidade, retirando os traillers o fluxo dos automóveis fluirá bem mais rápido, aí sim essa tal onda verde irá funcionar. Quanto aos trabalhadores eles precisam entender que estão em via pública. Que o sr. Secretário Marcos Cristaldo, seja franco e com apoio do sr. prefeito definam outro local mais adequado. Se a feira central deu certo, por quê não ajeitar a vida dos vendedores de lanches. Até o relógio e os trilhos foram retirados, a dor é apenas momentânea, quem
 
Carlos Alberto em 08/06/2011 09:54:39
Esse secreta não é aquele que tinha q responder sobre o assassinato das árvores na rua ambrosina, na calarge e lá no jatyuka?
Ele respondeu alguma coisa? Ficou pronto o INQUÉRITO?
 
Orlando Lero em 08/06/2011 09:45:22
SIM CREIO QUE AS AUTORIDADES COMPETENTE DEVE ESTUDAR E DEFINIR UMA AREA COM PELO MENOS UMA ESTRUTURA BASICA POIS O QUE NAO PODE É UM PATRIMONIO DA CIDADE QUE TEM UNS 30 ANOS DE TRADIÇAO SER INGULIDO PELA MODERNIZAÇAO HORA IMPLANTADA NO MUNICIPIO,TEM QUE PENSAR QUE ALI SE EMPREGA PELO MENOS UNS 300 FUNCIONARIOS DIRETO E INDIRETO.ACHO ASSIM COMO FOI SOLUCIONADO OS PROPRIETARIOS DA ANTIGA FERONA ASSIM DEVEN SER OS DOS TRAILLER.CONFIO EM TI PREFEITO.
 
AMILTON CESAR em 08/06/2011 09:25:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions