ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Drive thru da prefeitura entrega mudas frutíferas de graça na Central do Cidadão

Ação organizada pela Semadur montou esquema de entregas para evitar contato entre funcionários e população

Por Liniker Ribeiro | 21/09/2020 15:23
Drive thru foi montado no pátio da Central do Cidadão, na Rua Antônio Maria Coelho, no Centro da Capital; mais de 1 mil mudas (Foto: Kísie Ainoã)
Drive thru foi montado no pátio da Central do Cidadão, na Rua Antônio Maria Coelho, no Centro da Capital; mais de 1 mil mudas (Foto: Kísie Ainoã)

Mais de mil mudas de plantas frutíferas são distribuídas pela prefeitura de Campo Grande, nesta segunda-feira (21), Dia da Árvore. Devido à pandemia, esquema especial foi montado no pátio da Central do Cidadão, na Rua Cândido Mariano, onde mudas de pelo menos cinco tipos de árvores são entregues em sistema drive thru.

A ação, realizada anualmente pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana), este ano ganha ainda mais importância, devido ao aumento no número de incêndios em vegetação. Só no mês de setembro, até sexta-feira (18), 377 ocorrências do tipo foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros, na Capital.

Para o titular da Semadur, Luiz Eduardo Costa, a ação desta segunda-feira serve de estratégia para o reflorestamento dentro do perímetro urbano. “É uma estratégia de reflorestamento, já temos corredores verdes, áreas de preservação, agora teremos o cidadão plantando”, ressalta.

Clóvis garantiu mudas de duas novas árvores para plantar em casa (Foto> Kísie Ainoã)
Clóvis garantiu mudas de duas novas árvores para plantar em casa (Foto> Kísie Ainoã)

Pessoas como o servidor público Clóvis da Costa, de 50 anos. Mesmo com aproximadamente 15 árvores em casa, dentro e fora do quintal, ele fez questão de garantir mudas novas. “Algumas das árvores de casa são frutíferas, temos acerola, limão e laranja. Hoje peguei muda de goiaba e jabuticaba”, relatou.

Além das duas adquiridas por ele, a Semadur também ofereceu mudas de pitanga, acerola e romã. Conforme Eduardo Costa, todas as mudas doadas na ação foram plantadas e cultivadas em viveiro mantido pela secretaria.

Para seo Clóvis, as entregas surtirão efeito. “Uma ação assim é muito importante, nós devemos preservar nossas matas, nossas árvores, estamos vendo as queimadas, plantando novas, vamos estar ajudando a minimizar o problema”, destaca.

Dona Mandelvane Messias, de 60 anos, também não ficou de fora. “Tenho mais de dez árvores em casa, cuido de todas. Vim pegar mais, talvez algo diferente do que eu tenho”, comenta ao dizer quem atualmente, cultiva manga, jabuticaba, laranja e mexerica no quintal onde mora.

E engana-se quem pensa que só quem tem carro usufruiu da entrega. Sam e a filha moram no Jardim Caiçara, região sudoeste de Campo Grande, e pedalaram mais de 7 quilômetros para garantir novas mudas. Na casa onde mora com a mãe, o pintor conta cultivar horta, junto com a familiar. Agora, ele deseja passar tudo o que aprendeu para a filha.

Acompanhado da filha, Sam Martizes saiu de casa, no Caiçara, e pedalou mais de 7 quilômetros até Central do Cidadão (Foto: Kísie Ainoã)
Acompanhado da filha, Sam Martizes saiu de casa, no Caiçara, e pedalou mais de 7 quilômetros até Central do Cidadão (Foto: Kísie Ainoã)

“A gente sempre planta e cuida de tudo. Lá tem caju, manga, goiaba, limão, acerola e agora pitanga. A ação é importante porque as edificações dentro da cidade estão aumentando, desse jeito teremos a garantia de mais árvores, para o concreto não tomar conta. Trouxe minha filha porque ela vai ver, entender melhor como funciona o plantio e a importância dele”, afirma Sam Martinez.

Cadeia alimentar – A escolha de plantas frutíferas para entrega de hoje, conforme Eduardo Costa, também tem a ver com a quantidade de aves, em Campo Grande. “Primeiro a gente tem que lembrar uma conquista recente, somos reconhecidos mundialmente como cidade das árvores. E, a escolha das mudas frutíferas é devido a nossa fauna, temos uma quantidade enorme de aves, principalmente araras, todos eles poderão se beneficiar com isso, fora que as pessoas têm muita adesão as árvores frutíferas”, argumenta.

A distribuição das plantas teve início às 14h e segue até o fim das mudas disponíveis.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário