ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Dupla que executou rapaz a tiros em emboscada no Aero Rancho é presa

Suspeitos chegaram a ser ouvidos e liberados; investigação apontou participação deles e polícia pediu prisão

Dayene Paz e Bruna Marques | 02/06/2022 07:27
José, no camburão, e Marcos com camiseta no pescoço. (Foto: Henrique Kawaminami)
José, no camburão, e Marcos com camiseta no pescoço. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Polícia Civil prendeu dois homens acusados de executar a tiros Rikelmy Lorran Figueiredo Toguiciole, de 22 anos, no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O crime ocorreu no dia 21 de maio e câmeras de segurança flagraram a vítima correndo dos assassinos.

Marcos Vinicius, de 18 anos, e José Ribamar, de 20, já haviam sido ouvidos pelo delegado que está à frente do caso, Rodolfo Daltro, da 5ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, dois dias após o crime, 23 de maio. Como não estavam em situação de flagrante, foram ouvidos e liberados.

Delegado Rodolfo Daltro, que ficou à frente de investigação. (Foto: Henrique Kawaminami)
Delegado Rodolfo Daltro, que ficou à frente de investigação. (Foto: Henrique Kawaminami)

À polícia, o advogado Paulo Macena, que faz a defesa do jovem de 20 anos, suspeito de ser o atirador, afirmou que o cliente nem mesmo estava na festa onde o crime aconteceu. “Estava em casa”, relata. Já Paulo Miguel, advogado do suspeito de pilotar a moto que encurralou Rikelmy, diz que o cliente foi confundido.

No decorrer das investigações, a polícia os apontou como autores e pediu a prisão preventiva, que foi deferida pela Justiça e cumprida nesta quinta-feira (2). Eles foram presos por policiais da 5ª DP e do GOI (Grupo de Operações e Investigações) no mesmo bairro onde ocorreu o crime.

Dupla chegando na delegacia de polícia em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)
Dupla chegando na delegacia de polícia em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)

Durante a operação para prendê-los, os policiais acabaram encontrando drogas em uma residência e outras duas mulheres foram levadas para a delegacia, como testemunha. O delegado ainda não informou a quantidade de entorpecente.

Viatura do GOI chegando na delegacia após prisão de acusados. (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura do GOI chegando na delegacia após prisão de acusados. (Foto: Henrique Kawaminami)

O crime - A vítima foi executada no sábado (21), no cruzamento da Rua Gerbera com Avenida Arquiteto Vilanova Artigas, no Aero Rancho, depois de ir a uma festa. Vídeo (abaixo) mostra momentos depois de o rapaz ter sido atingido a tiros.

Nas imagens, ele aparece tentando fugir dos atiradores. Já ferido, Rikelmy cruza um campo de futebol correndo e olhando para trás, tenta se proteger atrás de uma caminhonete, caminha mais um pouco e, na sequência, cambaleando, cai. Logo em seguida, os dois suspeitos pelo crime, que aparecem numa motocicleta Honda Biz de cor cinza, fogem.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o rapaz morreu antes da chegada do socorro.

Motivação passional - A mulher que culminou na execução de Rikelmy Lorran estava separada há dois anos do mandante do crime. O criminoso, que é presidiário, não aceitava o fim do relacionamento e por ciúmes, já teria até ameaçado a mulher de morte.

O detento tem uma longa ficha criminal, mas a sua identidade e a unidade prisional em que ele está preso ainda não foram confirmados. Ele teria ordenado a execução de Rikelmy depois que o rapaz postou uma foto nas redes sociais com a sua ex-namorada.



Nos siga no Google Notícias