A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

14/10/2017 09:23

Em 2 meses, condomínio contabiliza 10 casas que sofreram furtos

Um dos moradores do residencial teve o carro furtado; outra pessoa teve R$ 3 mil de prejuízo

Mayara Bueno e Anahi Gurgel
Rua do condomínio onde ocorreram furtos na avenida Guaicurus. (Foto: Anahi Gurgel).Rua do condomínio onde ocorreram furtos na avenida Guaicurus. (Foto: Anahi Gurgel).

Das 232 casas do condomínio Arassuay Gomes de Castro, na avenida Guaicurus, em Campo Grande, 10 foram invadidas e furtadas nos dois últimos meses. Moradores relatam a insegurança faz parte do dia a dia, mas os casos se intensificaram agora.

A atendente de call center Nataly Sena Paiva, 32 anos, saiu de casa junto com o marido e seus dois filhos, por 15 minutos. Neste meio tempo, por volta das 20 horas, alguém entrou e levou os celulares da família.

No caso dela, como a saída era rápida, eles não se atentaram e deixaram a porta apenas encostada, portanto não houve arrombamento.

História um pouco diferente de Katiuscia Barbosa do Santos, 31 anos, também atendente de call center. Os ladrões entraram em sua casa em 29 de setembro, por volta das 23 horas.

Moradora que teve casa invadida mostra porta que foi arrombada. (Foto: Anahi Gurgel). Moradora que teve casa invadida mostra porta que foi arrombada. (Foto: Anahi Gurgel).

Somando um prejuízo de R$ 3 mil, os invasores, que arrombaram a porta depois de possivelmente terem pulado o portão, levaram televisão, aparelho de som e até um par de alianças de ouro.

Ela não estava em casa no momento e contou que, além do trabalho, divide o tempo na casa da mãe, que está doente. Sempre vai para casa, mas justamente naquele dia não foi. Um carro de outro morador foi roubado também.

A suspeita é de que pessoas do próprio condomínio cometam os roubos ou alguém que consegue saber a movimentação diária dos moradores. O local tem muro e portaria com segurança.

A onda de furtos tem sido tão grande e preocupante que a imobiliária que construiu as casas foi acionada. Segundo Nataly, a resposta foi de que a segurança cabe aos moradores, que agora pensam em colocar cerca de arame.

A reportagem procurou a empresa, que ficou de dar um posicionamento ao longo do dia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions