A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/01/2013 20:09

Em 9 dias, Campo Grande já tem quase 3 mil casos de dengue

Nícholas Vasconcelos e Marta Ferreira

Em apenas nove dias, o número de casos de dengue em Campo Grande chegou perto de 3 mil neste início de ano.
A cidade vive, desde o fim do ano, um quadro de epidemia da doença.

O número de notificações, segundo dado repassado pela Prefeitura à TV Globo, foi de de 2.923 casos do dia primeiro
até o dia 9. Isso quer dizer 324 casos por dia.

No ano passado, no mesmo período, foram 1079 casos. O número deste ano é 2,7 vezes maior.

O Campo Grande News tentou, desde cedo, obter os dados da Prefeitura, mas não houve retorno às solicitações de informação sobre a epidemia de dengue.

Uma pessoa já foi vítima da doença neste ano. Vanderléia de  Souza Oliviera, 45 anos, morreu nesta segunda-feira (7)

A família informou que irá entrar com ação contra o Estado, pelo atendimento negado no Hospital Regional, e também contra a Prefeitura, já que os primeiros atendimentos foram feitos nas unidades de saúde.

Vanderléia foi atendida no sábado, medicada com analgésico e liberada para ir para casa. Na madrugada de segunda-feira a mulher piorou e foi levada para o posto em estado grave, mas só recebeu atendimento por volta das 14h.

Por meio de nota, o diretor-presidente Ronaldo Queiroz afirmou que Vanderléia chegou ao Hospital em estado gravíssimo, trazida pelo Samu, e foi “prontamente atendida pela equipe de profissionais do Hospital Regional”.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que será aberto processo administrativo para apurar se houve negligência no caso, no entanto, não informou quem serão os investigados ou se existe prazo para o procedimento.



A culpa é 98% do povo, não é do Nelsinho, nem do Bernal, tem que haver multa pesada, pois quando o bolso dói, o povo sai da inércia. Vergonha esses donos de terrenos, os especuladores imobiliários, não fazerem nenhum tipo de limpeza em seus terrenos, ta na hora de sentir ono bolso, assim tudo muda!
 
Michel Oliskovicz em 11/01/2013 11:11:49
Enfrentamos a situação problemática com relação à dengue já faz um bom tempo em Campo Grande. Os administradores tem conhecimento do que deve ser feito e a população, que é a grande responsável por isso, também tem condições de sair do estado de inércia e agir em prol de sua própria saúde. Somos informados sobre como evitar o foco do mosquito, basta fazer o que tem que ser feito. Precisamos agir povo de Campo Grande! Nossos Administradores buscando verbas, aplicando os recursos para onde foi exatamente destinado (controle da dengue) e também em coleta seletiva de lixo, o que ajuda no referido controle. A população sendo cobrada a desempenhar seu papel, agindo na limpeza de sua casa, na distribuição de seu lixo, e até mesmo sendo cobrada financeiramente pela falta de atitude.
 
Josiane Sanches de Mamann Zillo em 11/01/2013 10:08:05
Apenas gostaria de fazer um apelo a toda população: além de cuidarem de seus quintais, neste final de semana,e nos outros também, procurem limpar suas calçadas e ruas. Minha mãe ficou mais de 15 dias igual a uma pessoa morta em cima de uma cama por causa da dengue, agora está com um problema sério no fígado por sequela desta doença. Na epidemia passada, uma amiga ficou com sequela cardíaca em decorrência da dengue hemorragica e agora está com um marca passo. O poder público não tem condições de limpar o lixo de quase 900.000 mil pessoas. NÃO JOGUEM LIXO NAS RUAS, POR FAVOR!!!
 
Monica Pereira Nogueira em 11/01/2013 08:43:33
Não entendo como ficou estabelecido que a melhor opção para combater os sintomas da dengue é o paracetamol se a propria doença ja maltrata o fígado. Segundo o que se sabe é que nenhum estudo ainda foi feito em lugar nenhum do mundo que associe a dengue ao paracetamol.

O paracetamol tem seu uso muito restrito em muitos países devido ao seu alto poder tóxicológico ao fígado, só nos EUA o índice de internação devido a intoxicações por paracetamol é consideravelmente alto. Segundo estudos alternativos, um dose de 5 comprimidos de 500mg é suficiente para matar um pessoa.
 
joao belle em 10/01/2013 21:44:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions