A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

19/07/2018 10:00

Em casa cheia de jovens, traficante joga droga no vaso para tentar escapar

Kleber Elias foi preso pela primeira vez em 2016. Na época foi identificado pela polícia como missionário religioso

Geisy Garnes
Dupla foi presa no Bairro Santo Antônio (Foto: Divulgação 1ºBPM)Dupla foi presa no Bairro Santo Antônio (Foto: Divulgação 1ºBPM)

Equipes do 1º Batalhão da Polícia Militar prenderam na madrugada desta quinta-feira (19) Kleber Elias Pereira Santos no momento em que ele tentava jogar porções de cocaína em um vaso sanitário. Quando preso pela primeira vez, em 2016, o homem foi identificado como um missionário religioso que havia passado por uma experiência de vida após a morte.

O flagrante aconteceu após denúncias de que uma residência da Rua João Thomaz era usada como ponto de venda de drogas. Durante a madrugada, policiais do 1º Batalhão da Polícia Militar montaram campana na região e abordaram um casal saindo do local. Com eles, foram encontradas duas porções de cocaína.

Os suspeitos detalharam aos policiais que um casal era o responsável por vender drogas na casa, e que pagavam R$ 50 por porções de cocaína. De volta a “boca de fumo”, a equipe avistou um grupo de pessoas, entre elas crianças e adolescente, na varanda. Ao se aproximarem, os suspeitos tentaram correr, mas foram detidos.

Durante a ação, um homem saiu da residência e ao se deparar com os militares correu para dentro da casa. Ele foi perseguido e flagrado jogando porções de cocaína dentro do vaso sanitário de um dos banheiros. O suspeito foi identificado como Kleber Elias Pereira Santos, que logo confessou que praticava o crime com a esposa, Graciella Paz dos Santos.

Porções de drogas apreendida com o casal (Foto: Divulgação 1ªBPM)Porções de drogas apreendida com o casal (Foto: Divulgação 1ªBPM)
Dinheiro apreendido na casa (Foto: Divulgação 1ºBPM) Dinheiro apreendido na casa (Foto: Divulgação 1ºBPM)

Dentro da cueco do traficante, ainda foi encontrado uma “pedra” de pasta base de cocaína. Kleber já havia sido preso em 2016, com porções de crack. Na época os policiais o identificaram como um missionário religioso e chegaram a encontrar um DVD gravado pelo suspeito contado sua história de vida.

Na gravação, Kleber contava que era um mototaxista no interior paulista quando teria sofrido um acidente e chegou a ser considerado morto. Foi levado para um necrotério e só lá “voltou a vida”. No hospital, segundo os relatos, ficou em coma por 16 dias.

Após a visita de um pastor e muitas orações, ele teria se recuperado, ficando com apenas algumas sequelas. A experiência, o teria aproximado da religião e transformado em um missionário religiosa.

Nesta quinta-feira, os policiais ainda abordaram quatro adultos, sete adolescentes e uma criança de dois anos, que estava com o pai, na casa. Todos foram levados para a delegacia, onde prestaram esclarecimento e foram liberados. Kleber e Graciella foram presos e o caso foi registrado como tráfico de drogas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions