ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  29    CAMPO GRANDE 23º

Meio Ambiente

Em construção, maior aquário do mundo já emprega 300 pessoas

Por Paulo Fernandes | 29/09/2011 19:13
Obras seguem em ritmo acelerado; centro de pesquisa será concluído em 2013 (Foto: Mazão Ramires/divulgação)
Obras seguem em ritmo acelerado; centro de pesquisa será concluído em 2013 (Foto: Mazão Ramires/divulgação)
Construção do Aquário do Pantanal emprega 300 funcionários (Foto: Mazão Ramires/divulgação)
Construção do Aquário do Pantanal emprega 300 funcionários (Foto: Mazão Ramires/divulgação)

O maior aquário de água doce do mundo, que está sendo construído no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, já emprega 300 pessoas.

Com as obras em ritmo acelerado, a previsão é de que o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Ictiofauna Pantaneira seja concluído no segundo semestre de 2013.

O Governo do Estado acredita que o Aquário do Pantanal será um das instituições culturais mais visitadas do Brasil e irá atrair turistas a Mato Grosso do Sul.

Turistas que visitam o Pantanal e Bonito passarão a ter um atrativo a mais em Mato Grosso do Sul e poderão pernoitar na Capital para visitar a atração, beneficiando a rede hoteleira, restaurantes, bares, lojas, táxis e outros estabelecimentos. A previsão é de que serão criados centenas de empregos.

Guias turísticos receberão cursos de idiomas e de ictiofauna (conjunto das espécies de peixes que existem numa determinada região biogeográfica).

Com 24 tanques de aquários e aproximadamente 6,6 milhões de litros de água, o aquário terá 18,6 mil m², o equivalente a duas vezes o tamanho da Praça Belmar Fidalgo.

Quem visitar o aquário encontrará 7.000 animais em exposição, subdivididos em mais de 200 espécies (peixes, invertebrados, répteis e mamíferos).

O aquário vai oferecer ao público uma oportunidade única de conhecer a riqueza da biodiversidade do Pantanal e de outros ecossistemas brasileiros.

Responsável pelo projeto arquitetônico, o renomado arquiteto Ruy Ohtake diz que além de ponto turístico, o aquário será uma referência para o Pantanal, com um banco de dados para estudos científicos, servindo de base para formação de teses de mestrados e doutorados.

Regras de comentário