ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUARTA  22    CAMPO GRANDE 30º

Capital

"Em dois minutos, levaram tudo", diz funcionário de loja furtada por irmãs

Loja estima prejuízo de R$ 35 mil; polícia continua à procura de criminosas

Dayene Paz e Mariely Barros | 01/08/2023 13:09
Irmãs procuradas por furtos a lojas de shopping em Campo Grande. (Foto: Divulgação/PCMS)
Irmãs procuradas por furtos a lojas de shopping em Campo Grande. (Foto: Divulgação/PCMS)

A ação rápida das três irmãs, que invadiram lojas de dois shoppings em Campo Grande e causaram prejuízo de R$ 211 mil, chamou a atenção de funcionários. "Em dois minutos, levaram tudo", descreve o vendedor Julio Cesar Cavalli, de 20 anos, ao falar sobre as imagens das câmeras de segurança.

Juma Yara de Souza Silva, Maria Aparecida de Souza Silva e Maria Eduarda de Souza Silva seriam de São Paulo e furtaram lojas entre os dias 16 e 17 de junho. Consideradas foragidas, elas são procuradas pela Polícia Civil e já têm passagens por diversas cidades do Brasil. Elas esperam as lojas fecharem e cometem os furtos.

Foi assim na loja de importados que funciona no Shopping Norte Sul Plaza, na Capital. Ao Campo Grande News, Júlio conta que era um sábado à noite quando viu as irmãs no local. "A gente fechou a loja, era 22h13, e percebemos que tinha três mulheres naquele banco", aponta.

Quando os funcionários abaixaram a porta da loja, as mulheres codificaram o sinal do alarme. "A gente saiu para esperar o Uber lá fora, uma foi atrás da gente e duas ficaram por aqui. Acompanhou para cuidar", detalha.


Na sequência, pelas imagens das câmeras, uma das irmãs entra na loja. "Abriu a porta bem baixo, entrou uma e fechou de novo, enquanto as outras duas cuidavam. Ela entrou com sacolas comuns e quando deu 22h16, já tinha furtado tudo", descreve o funcionário.

O furto só foi constatado na tarde do dia seguinte, pois a loja abre 12h aos domingos. "Fui abrir a gaveta para vender a uma cliente e não encontrei nada. Achei que tinha mudado de lugar e então liguei para o meu chefe. Ele olhou as câmeras e viu elas entrando", conta. Foram levados 21 aparelhos do local, cerca de R$ 35 mil de prejuízo.

Na sequência, elas entram em um táxi e seguem até o apartamento que alugaram. "Elas estudaram muito para saber onde iam passar", acredita Júlio.

Entenda - O modus operandi é sempre o mesmo: as irmãs esperam o fechamento da loja alvo, se aproximam do local enquanto funcionário usa controle remoto para fechar as portas e decodificam o sinal do equipamento. Logo após, abrem a loja novamente, fazem o furto e saem levando o que querem.

Conforme a Polícia Civil em Mato Grosso do Sul, elas já agiram este ano em Marília (SP); Paraná; Porto Alegre (RS) e Olímpia (SP). De ônibus, o trio viaja às cidades, hospeda-se por três ou quatro dias em apartamentos alugados via aplicativo e, nos primeiros dias, visita shoppings e identifica lojas que vendem produtos de alto valor e que possuem portas de fechamento por controle remoto.

Segundo a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), todos os passos delas foram refeitos através de câmeras de segurança. Nos boletins de ocorrência registrados, em 16 de junho, a quadrilha furtou de uma rede de óculos importados no Shopping Campo Grande, 117 óculos de diversas marcas renomadas, causando prejuízo de R$ 176 mil. Já no dia 17 de junho, foi a loja de importados no Norte Sul.

A Derf informou ainda que para enganar a segurança dos empreendimentos, elas usam roupas iguais e parecidas com uniformes de vendedoras de lojas de alto padrão. A delegacia representou pela prisão preventiva das irmãs, o que foi decretado pelo Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul.

Fotos das foragidas divulgadas pela Polícia Civil. (Foto: Divulgação)
Fotos das foragidas divulgadas pela Polícia Civil. (Foto: Divulgação)

“Agora, a Derf atua em conjunto com a Polícia Civil de São Paulo e de outros estados com vistas a cumprir os mandados de prisão expedidos em desfavor das autoras, consideradas foragidas desde 21 de julho de 2023”, enfatiza nota da delegacia.

Ressalta-se que no último sábado, dia 28/07, as integrantes da mesma organização criminosa foram flagradas pelas câmeras de segurança do Shopping Palladium, em Umuarama (PR), praticando furto a uma loja de eletrônicos com o mesmo modo de atuação, fugindo em seguida com diversos eletrônicos subtraídos.

Qualquer informação do paradeiro das três pode ser informado à polícia pelos números: (67) 3368-6600 ou Whatsapp (67) 99986-0295.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias