ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Em duas semanas, 2ª edição do Refis atende 18 mil pessoas na Capital

O programa se estenderá até 15 de dezembro, com atendimento presencial e por meio dos canais digitais

Por Mylena Fraiha | 27/11/2023 16:09
Pessoas durante atendimento do Refis 2023, no CAC, localizado na Rua Macheral Rondon (Foto: Divulgação)
Pessoas durante atendimento do Refis 2023, no CAC, localizado na Rua Macheral Rondon (Foto: Divulgação)

Após duas semanas do início da segunda edição do Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de 2023, a Prefeitura de Campo Grande registrou 18.826 atendimentos, tanto presenciais quanto por meio dos canais digitais.

O programa, que se estenderá até 15 de dezembro, oferece descontos de até 90% na atualização monetária, juros de mora e multas, e proporciona uma oportunidade para que contribuintes quitem seus débitos.

O Refis abrange tanto pessoas físicas quanto jurídicas, permitindo o parcelamento e quitação de dívidas, independentemente de estarem inscritas ou não em dívida ativa, ajuizadas ou não, e com exigibilidade suspensa ou não.

Os benefícios incluem a remissão de dívidas de tributos municipais, como IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana), ITBI (Imposto sobre a transmissão de bens imóveis) e ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), excluindo multas de trânsito e ambientais.

Desde o início da campanha, 4.041 contribuintes buscaram a CAC (Central de Atendimento ao Cidadão) para renegociar seus débitos pessoalmente. Uma dessas pessoas foi a empresária Isabel Costa Franco, de 60 anos, que aproveitou a oportunidade para quitar débitos relacionados à casa dela e conta que obteve um excelente desconto.

“Conseguimos um bom desconto, de mais de 50%, abatendo mais R$ 1.100 na dívida. O Refis é uma ótima iniciativa porque ajuda muito as pessoas”, frisa a empresária.

Irma foi uma das pessoas contempladas pelo Refis 2023 (Foto: Divulgação)
Irma foi uma das pessoas contempladas pelo Refis 2023 (Foto: Divulgação)

A costureira Irma Aquino Portela, de 80 anos, também compareceu ao CAC e zerou os débitos que tinha referentes a um imóvel residencial. “Quando soube que o Refis tinha voltado, não pensei duas vezes em participar. Eu estava com quase R$ 4 mil em dívidas, foi reduzido para quase R$ 2 mil. É muito bom, é uma oportunidade de a gente poder colocar a vida em dia, né? É muito importante”, reforçou.

Já o vigilante Severino Marco dos Santos Oliveira, de 60 anos, ressaltou que conseguiu quitar o IPTU em atraso. "Eu tinha quatro parcelas em atraso, como paguei todas de uma vez, ficou em R$ 800. Liquidei a dívida e estou feliz da vida, começarei 2024 com a dívida zerada".

Parcelamento - Quem optar por quitar à vista terá uma remissão de 90% na atualização monetária, juros de mora e multas; o pagamento parcelado em 6 vezes mensais consecutivas terá remissão de 70%; e para parcelamento em 12 vezes, a remissão será de 40%. O parcelamento em até seis vezes requer parcelas mínimas de R$ 100,00.

Para parcelamentos de sete a 12 meses, as parcelas mensais mínimas são de R$ 500,00. Parcelamentos de 13 a 18 meses têm parcelas mensais mínimas de R$ 1.000,00. Parcelamentos de 19 a 24 meses têm mensais mínimas de R$ 1.250,00. Parcelamentos de 25 a 36 meses têm mensais mínimas de R$ 1.500,00.

Parcelamentos de 37 a 48 meses têm parcelas mensais mínimas de R$ 2.000,00, e parcelamentos de 49 a 60 meses têm mensais mínimas de R$ 2.500,00.

Negociação - Para oferecer mais eficiência e comodidade, a Prefeitura disponibiliza o serviço "Refis On-line" através da Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação).

Nos primeiros dez dias, 14.785 contribuintes optaram por essa modalidade, proporcionando uma experiência prática e eficaz. O atendimento on-line está disponível via PrefCG, WhatsApp (67) 98471-0487 e (67) 98478-8873, além do telefone 4042-1320.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias