A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/10/2013 17:34

Em protesto a julgamento, funcionários dos Correios queimam caixão

Mariana Lopes
Funcionários dos Correios queimam caixão em frente à agência das avenida Calógeras (Foto: Lucimar Couto)Funcionários dos Correios queimam caixão em frente à agência das avenida Calógeras (Foto: Lucimar Couto)

Em protesto ao julgamento que decidirá o reajuste dos funcionários do Correios, que estão em greve há 15 dias, os trabalhadores passaram o dia com um caixão em frente à agência da avenida Calógeras, esquina com a rua Dom Aquino, simbolizando um velório. Ao final da tarde desta sexta-feira (4), eles atearam fogo no caixão.

“Foi em repúdio ao ajuizamento do acordo coletivo que vai ser julgado no Tribunal Superior do Trabalho, na próxima semana, quando o aumento dos funcionários será julgado e não negociado, ou seja, um juiz vai decidir qual será o nosso aumento”, explicou o secretário-geral do Sintect-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares), Alexandre Takashi de Sá.

Segundo o secretário, a categoria ainda espera entrar em acordo com a empresa, pois os funcionários acreditam que seja melhor entrar em um consenso que seja melhor para as duas partes. “Não queremos que seja julgado, queremos negociar”, reforça Alexandre.

Sobre a forma de protesto, Alexandre explica que o caixão simboliza a direção dos Correios. “Na nossa visão, a empresa não investe na segurança, que é uma de nossas reivindicações, então os trabalhadores estão expostos ao risco”, pontua o secretário do sindicato.

Os trabalhadores reivindicam reposição da inflação em 7,13%; reajuste salarial de pelo menos 15%; incorporação no salário base (que atualmente é de R$ 1.004 por 40 horas semanais) de R$ 200, entre outros.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions