ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Em seis meses, município quer zerar fila de 3,5 mil exames de detecção de câncer

Expectativa é fazer 1,1 mil colonoscopias, 1,1 mil endoscopias, 407 biópsias de tireoide, 32 punções de mama e 800 cintilografias

Por Lucia Morel | 31/10/2020 15:50
Sesau vai realizar os agendamentos dos pacientes e o hospital executará os exames. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Sesau vai realizar os agendamentos dos pacientes e o hospital executará os exames. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Município quer zerar filas de exames de câncer em seis meses e pretende realizar 3,5 mil em parceria com o Hospital de Câncer Alfredo Abrão. A expectativa é realizar 1,1 mil colonoscopias, 1,1 mil endoscopias, 407 biópsias de tireoide, 32 punções de mama e 800 cintilografias.

Segundo a Prefeitura de Campo Grande, através da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a pasta vai realizar os agendamentos dos pacientes e o hospital executará os exames.

De acordo com o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho, há ainda tratativas para inserir no pacote exames de ressonância magnéticas, e para diagnóstico de próstata.

Conforme a Sesau, o acordo já tinha sido feito em fevereiro deste ano, mas só foi oficializado agora devido à pandemia do novo coronavírus, sendo necessário, também, uma atualização das quantidades de exames a serem prestados, já que os atendimentos ambulatoriais precisaram ser suspensos por alguns meses.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário