A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/12/2015 11:56

Emenda por meio de 'errata' foi equívoco técnico, justifica Bernal

Mariana Rodrigues
Prefeito Alcides Bernal durante agenda na Vila Popular. (Foto: Gerson Walber)Prefeito Alcides Bernal durante agenda na Vila Popular. (Foto: Gerson Walber)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), alegou que a confusão envolvendo o projeto de autorização de empréstimo de US$ 56 milhões junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), ocorrido no decorrer da semana, trata-se de um equívoco da equipe técnica legislativa da Prefeitura. O dinheiro deverá ser usado para financiar o programa Reviva Centro, mas uma emenda feita sem aprovação da Câmara Municipal gerou reclamações por parte dos vereadores.

A confusão começou quando o BID solicitou alteração no texto do projeto, pedindo a inclusão de garantias necessárias para a liberação da verba. A Prefeitura fez a alteração por meio de uma errata, alterando o artigo 2° da lei n° 5.607, de 14 de agosto de 2015, em publicação no fim de novembro no Diário Oficial do município.

Nesta semana, mandou a proposta de emenda à Câmara e tornou sem efeito a errata. O texto, agora, tramita no legislativo.

Mesmo com os vereadores não aprovando a forma como a emenda foi executada, inclusive prometendo tomar providências, o prefeito se mostrou otimista e acredita que haverá aprovação do projeto na Câmara de Vereadores. “Esse recurso vai ajudar e muito nossa cidade, tanto no Projeto Reviva Centro, como no município, já que vai gerar emprego e renda para 2016. Eu espero que eles aprovem, pois o interesse que deve prevalecer é o coletivo, é o interesse da sociedade, não pode ter outra situação que não seja essa ” acrescentou o prefeito durante agenda no Bairro Vila Popular neste sábado (19).

O prefeito disse ainda que espera que os vereadores não criem problemas com relação a aprovação do projeto. “Criar problemas onde não há, dificultar a vida dos outros e de toda uma sociedade é algo inadmissível, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions