A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

08/11/2017 10:08

Empresa alvo de operação da PF diz que vai cooperar com investigação

Operador da Biotronik foi levado para depor na sede da Polícia Federal em Campo Grande

Anahi Zurutuza
Sede da Polícia Federal em Campo Grande, onde suspeito de fazer  parte de esquema prestou depoimento (Foto: André Bittar)Sede da Polícia Federal em Campo Grande, onde suspeito de fazer parte de esquema prestou depoimento (Foto: André Bittar)

A Biotronik, empresa alvo da Operação Marcapasso em Campo Grande, informou por meio de nota que vai cooperar com a investigação da Polícia Federal, mas que por enquanto não se pronunciará sobre o assunto.

A força-tarefa deflagrada na manhã desta terça-feira (7) pela PF do Tocantins cumpriu mandado de condução coercitiva e também de busca e apreensão contra um dos operadores da empresa em Campo Grande. Ele foi levado à Superintendência da PF na Capital para prestar depoimento e depois liberado.

A força-tarefa buscou provas de esquema relacionado à compra de equipamentos hospitalares por preço acima do valor de mercado pelo governo e planos de saúde do Tocantins

Segundo a Polícia Federal, pelo SUS, a valor era 30% maior que o de mercado, enquanto os planos de saúde pagavam 60% a mais pelos mesmos produtos.

No Brasil, 330 policiais federais cumpriram 137 mandados. São 12 de prisão temporária – todas no estado do Norte do país –, 41 mandados de condução coercitiva e 84 de busca e apreensão para cumprimento no Tocantins, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Paraná, Bahia, Ceará, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O nome do suspeito ouvido em Campo Grande não foi divulgado pela polícia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions