A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/06/2014 07:07

Empresa de combustível perde R$ 8 mil em golpe do envelope vazio

Aliny Mary Dias

Uma empresa distribuidora de combustível, que atua em Campo Grande caiu no golpe do envelope vazio e perdeu R$ 8 mil para um estelionatário. O responsável pelo setor financeiro da empresa procurou a Polícia Civil na tarde de ontem (10) e denunciou o caso.

Conforme os relatos da vítima à polícia, um homem identificado como Ivo Vlademir Ralch ligou para a empresa no último dia 6 de junho solicitando a compra de 100 litros de combustível, a conta somou R$ 510. O combinado entre a empresa e o comprador era que o pagamento seria feito por meio de depósito bancário.

Depois de alguns dias, o estelionatário depositou um envelope em branco e informou que havia feito o crédito no valor de R$ 8 mil. O gerente financeiro da empresa confirmou o depósito e viu as divergências entre o valor do serviço e o depositado. O homem entrou em contato com a empresa e disse que havia se confundido no momento do depósito e pediu o estorno do valor.

Os R$ 8 mil foram devolvidos ao estelionatário que tentou fazer um novo golpe depositando outro envelope, dessa vez no valor de R$ 5,1 mil. A empresa só percebeu ter caído no golpe depois de entrar em contato com o gerente da agência bancária e perceber que os dois envelopes depositados estavam vazios.

O próprio gerente do banco informou a empresa que o estabelecimento havia caído no golpe. Nesse tipo de crime, o estelionatário informa um valor qualquer no envelope e a quantia aparece como depósito na conta, no entanto o valor só é liberado depois que o banco verifica a quantia no envelope. Em muitos casos, as vítimas devolvem os valores ou parte dele antes dessa verificação do banco.

O caso foi registrado como estelionato na Decat (Delegacia Especializada na Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) como estelionato e será apurado.



Um velhinho quando leva aquele golpe na porta de banco, até que é perdoavel,
mas o Gerente Financeiro de uma Distribuidora de Combustivel ?
É ser muito inocente, devolver o valor, baseado num envelope depositado num caixa
automatico, que nem sequer foi conferido.
 
Reinaldo Paes Sandim em 11/06/2014 11:36:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions