A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

09/10/2019 17:26

Empresa de ônibus cancela embarque e sofre 10ª multa nos últimos dias

Fiscais da Agepan receberam denúncia e autuaram companhia na tarde desta quarta-feira na Rodoviária de Campo Grande

Gabriel Neris e Liniker Ribeiro
Passageiras em guichê da São Luiz na Rodoviária de Campo Grande (Foto: Kísie Ainoã)Passageiras em guichê da São Luiz na Rodoviária de Campo Grande (Foto: Kísie Ainoã)

A Viação São Luiz sofreu na tarde desta quarta-feira (9) a 10ª multa nos últimos 10 dias por irregularidades, como venda de passagens para posteriormente cancelar o embarque e omissão de horário. Os valores acumulados chegam a R$ 14 mil.

Fiscais da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos) estiveram hoje na Rodoviária de Campo Grande depois de receberem denúncia de que ônibus da empresa estava marcado para partir às 15h30 rumo a Goiânia, mas a viagem foi cancelada.

O Campo Grande News apurou que o ônibus estava quebrado e os passageiros foram informados de que outro veículo sairia às 20h. Um funcionário da empresa, que preferiu não se identificar, informou apenas que o ônibus não saiu no horário e que estava previsto o embarque apenas de dois passageiros.

Ele confirmou que o próximo sairá às 20h, mas disse que os passageiros foram deslocados para outras empresas.

Conforme a Agepan, foram aplicadas multas por omissão de horário, quando emitem passagem para determinado horário, venda de passagens, mas o veículo não sai no período determinado. A multa foi de cerca de R$ 1,5 mil.

O chefe de Fiscalização da Agepan, Hélio Leite da Silva Junior, afirmou que não foi à primeira autuação contra a empresa nos últimos dias. Segundo ele, além da omissão de horário, a companhia foi autuada por retardamento de horário, quando o ônibus está previsto para sair, mas encosta na plataforma acima do horário previsto para sair.

“Estamos fiscalizando regularmente principalmente quem faz viagens interestaduais para que [as empresas] não atuem de forma clandestina”.

Segundo ele, as fiscalizações estão ocorrendo nos terminais e também nas rodovias. Diz também que há conscientização dos passageiros nas viagens, como usar o cinto de segurança.

A aposentada Elisabeth Cortez, de 58 anos, partiu de São José do Rio Preto (SP) e desembarcou nesta tarde na rodoviária para visitar a filha. Ela disse que não enfrentou dificuldades na viagem. “A qualidade é ótima, tanto no quesito conforto, como segurança”.

A doméstica Carlita Alves, de 70 anos, veio de Penápolis (SP) também para visitar a filha, que não vê há oito meses. “A viagem foi tranquila, apesar de longa, mas não vi nenhum tipo de irregularidade”, disse.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions