ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Empresa maranhense vai receber R$ 6,6 milhões por obras na pista do aeroporto

Serviços contemplam reparos e implantação de faixa preparada e área de segurança

Por Jones Mário | 02/07/2020 13:23
Obras foram contratadas para tornar pousos e decolagens mais seguros (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Obras foram contratadas para tornar pousos e decolagens mais seguros (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A Primos Empreendimentos, do Maranhão, foi contratada pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Portuária) para obras na pista de pousos e decolagens do Aeroporto Internacional de Campo Grande. A empresa vai receber R$ 6,6 milhões pelos serviços.

Aberta em abril, licitação da Infraero prevê execução de obras para regularização e implantação de faixa preparada e resa (área de segurança de fim de pista) no terminal.

Conforme a Infraero, a faixa preparada é uma porção da área de pouso e decolagem. A estrutura é construída e nivelada a pelo menos 40 metros do eixo principal para minimizar os riscos no caso de uma aeronave sair acidentalmente da pista.

Por sua vez, a resa é construída nas extremidades da faixa de pista, a uma distância de, no mínimo, 90 metros.

A Primos Empreendimentos terá 270 dias para concluir as obras no aeroporto de Campo Grande, a partir da ordem de serviço.

Fluxo - Em 2019, o terminal registrou movimentação de 1,5 milhão de passageiros e 18 mil pousos e decolagens, segundo estatísticas da Infraero.