A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/10/2015 09:45

Enquanto alguns tiram atraso do estudo, outros descansam para Enem

Alan Diógenes
Enquanto uma amiga vai descansar após cursinho de 6 meses, a outra vai focar na Matemática e Redação. (Foto: Fernando Antunes)Enquanto uma amiga vai descansar após cursinho de 6 meses, a outra vai focar na Matemática e Redação. (Foto: Fernando Antunes)
Professor faz recortes dos principais assuntos que podem cair no Enem. (Foto: Gerson Walber)Professor faz recortes dos principais assuntos que podem cair no Enem. (Foto: Gerson Walber)

Faltando 23 dias para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), marcado para 24 e 25 deste mês, alguns estudantes desaceleraram o ritmo de estudos para não cansar, outro querem mesmo é tirar o atraso. Algumas escolas públicas e particulares da Capital organizaram cursos preparatórios e aulões até mesmo no fim de semana.

É o caso da Escola Estadual Joaquim Murtinho, localizada na Avenida Afonso Pena, considerada um dos mais importantes centros de ensino público da cidade. Por lá, além de existir um curso preparatório durante a semana, existe um aulão chamado “Prepara”, que acontece aos sábados com duas disciplinas por dia.

Danielli Delaine Silva Mendes, 17 anos, estudante da escola, já terminou um dos cursinhos. O início foi no começo do ano e durou seis meses. Agora, a jovem é quer e descansar.

Apesar de “pisar no freio”, a estudante garante que não vai deixar de abrir os livros e cadernos nestes dias que antecedem as provas. “Já me organizei para estudar em casa mesmo, quero ver o que tem de novo, algo atual que possa cair nas provas. Estou bem ansiosa e espero que consiga uma vaga em uma universidade”, comentou Danielli.

Já a estudante Larissa Fernanda Alvez Morais, 17, começou a se preparar faltando um mês para o Enem. Ela disse que este é o momento de tirar dúvidas com os professores, assistir aos telejornais e focar na Matemática e Redação. “Quero estar por dentro de tudo o que vai cair nas provas”, destacou.

A estudante Taynara Parizzotto Seixas, 17, que quer conseguir uma vaga no curso de Fisioterapia na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), estuda uma hora por dia, também em casa, com intervalo de 15 minutos. Ela principalmente assiste às aulas preparatórios para o Enem, por um canal no Youtube.

Taynara se preparou até mesmo para os dias das provas. “Vou levar água, uma bolacha e a caneta. Não é legal levar muita coisa para não tirar a concentração”, mencionou a estudante.

O professor de História das meninas, Willyan da Silva Caetano, 25, disse que tenta mostrar aos alunos que o Enem não é um “bicho de sete cabeças”. “Eles tem medo porque as questões são grande, mas falo que não é tudo isso”, salientou.

O professor já se programou para ministrar os conteúdos que podem cair no Enem. “Faço um recorte dos principais temas, como a 2ª Guerra Mundial, Período Vargas e Ditadura Militar. Temos que ter uma visão interdisciplinar. Mas não deixo de englobar os conteúdos do 3º ano, porque temos que lembrar que o aprendizado é para a vida toda”, finalizou.

Taynara almeja conseguir uma vaga no curso de Fisioterapia na UFMS. (Foto: Gerson Walber)Taynara almeja conseguir uma vaga no curso de Fisioterapia na UFMS. (Foto: Gerson Walber)
Inscrições no Enem para privados de liberdade começam na quinta-feira
As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 para pessoas privadas de liberdade começam na quinta-feira (1°) e vão até o dia 23 de out...
Educadores dão dicas para candidatos que querem se preparar para o Enem
Simulados na internet, videoaulas gratuitas e grupos de estudos em redes sociais são alternativas cada vez mais acessíveis para quem quer se preparar...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions