A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

26/01/2011 12:11

Liga das escolas de samba se manifesta contra a proibição de eventos no Laucídio Coelho

Ricardo Campos Jr.

Decisão afeta todos os seguimentos culturais, diz entidade

A Lienca (Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande) se manifestou contrária à decisão do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) proibindo shows e eventos no parque Laucídio Coelho. Para o presidente da liga Eduardo de Souza Neto a decisão afeta todos os seguimentos culturais e artísticos da cidade.

O repúdio à proibição foi divulgado pela assessoria de imprensa da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). Na opinião de Eduardo, trata-se de uma decisão demagógica que afetará o local considerado por ele histórico para as manifestações culturais e artísticas.

Para o membro da liga Adalberto Luiz Lorençone o prejuízo maior à cultura se dá pela decisão ter sido tomada as vésperas de grandes eventos como o carnaval e Expogrande.

A partir de agora, as escolas não mais poderão fazer a concentração no parque. Outros eventos prejudicados, de acordo com a entidade, são Arraial de Santo Antônio, promovido pela prefeitura de Campo Grande, e até mesmo rodeios.

“Campo Grande é carente de grandes espaços para shows, e essa decisão deixa a cidade culturalmente capenga”, diz ele. O membro da Lienca conta ainda que os próprios moradores da região manifestaram aprovação quando o desfile das escolas passou a ser na Via Morena, ao invés da rua 14 de Julho.

Decisão - O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) aceitou recurso do MPE (Ministério Público Estadual) e suspendeu, sob pena de multa de R$ 100 mil, a realização de shows, eventos e rodeios no parque.

Em outubro de 2010, o promotor Alexandre Lima Raslan ingressou com ação civil pública na Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos e pediu liminar para que os eventos fossem suspensos, contudo, o juiz Amaury da Silva Kuklinski indeferiu o pedido. Em seguida, o promotor recorreu ao TJ e hoje (26) a 5ª Turma Cível aceitou o recurso.

Na ação civil pública, o Ministério Público aponta que os eventos não têm a concessão dos licenciamentos ambientais necessários; que o local onde está o Parque de Exposições é zona residencial e deve-se respeitar o limite máximo de ruídos fixados em lei. Para o MP, a limitação não é respeitada e resulta em reclamações de moradores da região.



A ACRISSUL É A CULPADA !!!
TRANSFORMOU UM LOCAL DE EXPOSIÇÕES EM BOATE PARA BALADAS A CÉU ABERTO .
TEM UM MONTE DE EVENTOS QUE VÃO ATÉ A MADRUGADA ,PERTURBANDO A VIDA DOS MORADORES ,FORA DAS DATAS DE EXPOSIÇÕES .
SE OS SHOWS FOSSEM SÓ NAS DATAS DE EXPOSIÇÕES NINGUEM ESTARIA RECLAMANDO...AGORA BADERNA O ANO TODO É DE LASCAR...ISSO NÃO É CULTURA!!!
 
Sergio Santos em 04/02/2011 03:23:44
Eu sou contra a proibição de shows no Laucidio Coelho, pelo fato que Campo grande não tem nenhum espaço adequado para ser feitos eventos de grandes portes, o único lazer dos Campo Grandenses é os maravilhosos eventos que acontece no Laucidio, Mas como se dizem CG já é esquecido por tudo e por todos, Nossa cidade tão linda e tão bela é conhecida como Pantanal Urbano onde onças e animais andam na rua livremente.Poxa ate quando seremos vistos assim?!È revoltante em saber que o único local que realmente abriga eventos maravilhosos como shows e rodeios foi interditado, e agora qual será o nosso destino vamos pra onde?! Engraçado tantas coisas mais sérias para serem vistas nessa cidade e passa despercebido né? Por que não proibem a Afonso pena também? Tantas coisas erradas que estão escondidas atrás de uns ternos e gravatas e ninguém faz nada para proibir isso!Por que que agora estão querendo proibir o nosso lazer?É bom rever os conceitos e se preocuparem com coisas piores que andam acontecendo. Não concordo com essa palhaçada moro perto do Laucidio Coelho e não é tudo isso que o povo fala não.As vezes inventam coisas por não terem nada para fazer!Esse é a minha opinião.
 
Erycka Furtado em 01/02/2011 01:16:26
é uma sacanagem isso por causa de um zó polvim vaum proibi nossas culturas vaumtirar o divertimentos dos jovens e adultos aaa pelo amor dedeus campo grande cada vez tah PIOR !!!
 
amanda lopes verão em 29/01/2011 12:16:42
Tem que proibir mesmo. A cidade cresceu e o local não tem mais condições de abrigar shows, em virtude de não ter tratamento acústico. A exposição não oferece problemas pois acontece sazonalmente, porem, resolveram transformar o local em uma "boate" a céu aberto, com barulhos ensurdecedor e algazarras todos finais de semana. Foi a gota dágua e decretou o fim do parque, que já vai tarde.
 
valter oliveira em 29/01/2011 09:38:04
A expogrande tem quase 80 anos de tradição não podemos deixar q um grande evento como esse acabe,tem muita gente q tem uma renda a mais com o evento todo mundo ganha desde o publico ao taxista q leva o publico embora com segurança,o MPE deveria pensar direito nessa decisão...
 
Renato dos Santos em 28/01/2011 08:06:18
DE QUE ADIANTA PROIBIR AS FESTAS LÁ, SE TEM BANDIDOS SOLTOS NAS RUAS FAZENDO BADERNA E A JUSTIÇA NAO FAZ NADA PRA TIRAR ELES DA SOCIEDADE.
SEM EVENTOS EM CAMPO GRANDE, NAO VAI EXISTIR MAIS A CIDADE.
RUM.
=/
 
GLEICE ARANTE em 27/01/2011 09:55:11
QUEM QUER OUVIR O SOM DOS PASSARINHOS, GRILOS CANTANDO, ABELHAS ZUNINDO, O RIACHO EM SEU CURSO VAI PRO MATO, AQUI É UMA CIDADE GRANDE SE OUVI BARULHOS DOS CARROS, BUZINAS, TRÂNSITO CAÓTICO, AMBULÂNCIAS A TODO VAPOR, PELO AMOR DE DEUS Q BANDO DE VELHOS MAL AMADOS E ESSE PROMOTOR Ñ TEM OQ FAZER, VAI TRABALHAR CARA, Q MOSTRAR O NOME FAÇA ALGO Q PRESTE.
 
Welligton francisco em 27/01/2011 04:08:37
Esse senhor fala isso porque ele não mora ali perto, chega de bagunça, ali é uma área estritamente residencial.
 
paulo antonio em 26/01/2011 12:52:19
Que legal!! Campo Grande esta se tornando uma Venezuela ou Irã ou será Iraque, cuidado se não daqui uns dias os Estados Unidos vão invadir Campo Grande e libertar a população, a solução é simples vamos proibir qualquer evento na Exposição e que a população sofra, tipo assim eu do MePe não vou lá mesmo tenho dinheiro para ir lugares com mais luxo e glamour.

Palhaçada daqui uns dias vão proibir o desfile do dia 26 de agosto e de sairmos de casa ditando assim um toque de recolher.

Reflitam a população carece de cultura, diversão e alegria. O povo merece mais dos quem se dizem capazes de assegurar o nosso bem estar e fazer cumprir as enumeras Leis que regem o ditam nossa humilde existência na terra.

Cultura já !!!!!!!
 
Leonardo Silva em 26/01/2011 12:48:16
Daqui a pouco não vai ter mais festas em campo grande MS. Vamos tirar é os que fazem baderna na rua, ai resolve tudo isso. Nao tirar shows e eventos que já são poucos em campo grande. Fala sérioooo.
 
João Benitez em 26/01/2011 12:31:08
PORQUE NÃO PROIBEM TAMBEM O CARNAVAL E OS DESFILES PATRIOTAS QUE TEMOS EM NOSSA CIDADE, VAI FICAR ÓTIMO DESDE QUE NASCEMOS UMA GDE MAIORIA DA POPULAÇÃO FREQUENTA A EXPOGRANDE, AGORA JUNTA MEIA DÚZIA DE PESSOAS RECALCADAS E DECICEM PÔR FIM A UMA TRADIÇÃO DE MAIS DE 80 ANOS!!!
 
tatiane silva em 26/01/2011 05:53:03
Eu moro quase ao lado do Parque e tenho consciência que ele já estava lá quando eu cheguei, inclusive sabia de todos os eventos que lá acontecem, seria muita hipocrisia da minha parte concordar com essa proibição totalmente fora de lógica...
 
Jô Borges em 26/01/2011 03:31:31
Tenho 53 anos, e desde pequena vou ao Parque de Exposições .
Antes só tinha os bois e o parquinho, as atrações artísticas eram exibidas dentro dos galpões, nos restaurantes, mas era porque não tinha tanta gente que podia pagar para ver.
Depois a “Exposição” mudou, e a Acrissul passou a pensar mais na população, principalmente naqueles que normalmente não tem condições de pagar um ingresso caro para ver um show de seu artista preferido, de poder sair e divertir um pouco depois de dias e anos de trabalho.
Aí, vem o MP, eu sei que eles têm obrigações a cumprir, mas tem de ter discernimento para ver que não é todo dia que tem evento na “Exposição”, é só em datas específicas: ano novo, rodeios que já estão no calendário, as exposições anuais.
Então o que fazer?
Contentar os moradores dos arredores, ou deixar que toda a população de Campo Grande possa ter um pouco de cultura?
Cabe ao Tribunal de Justiça julgar!
 
Vera Ferreira em 26/01/2011 02:47:17
É, Campo Grande cada dia melhor! Pessoas reclamam de barulho, algazarra e tal, como se isso acontecesse todo mês....raramente se fazem shows ali, na realidade, o incentivo a cultura e ao lazer aqui é zero, não há o que fazer, nem aonde ir, e depois ainda querem proibir os jovens de se expressar com um som de um carro, ou coisa parecida, bem nessa idade em que temos necessidade de nos divertir. Cidade de pessoas mal resolvidas, invejosas, que não conseguem enxergar nada além de seus proprios interesses, por isso que o trânsito esta caótico, o atendimento em certos lugares é péssimo, porque é uma cidade infestada de cidadãos egoístas!
 
Fernanda Moura em 26/01/2011 02:33:17
Infelizmente o que vai acontecer com o Parque de Exposição a partir de agora é se transformar em mais um elefante branco. Local onde será tomado pelo mato e sujeiras. E ainda ponto de droga e prostituição. A unica coisa que acontece de bom lá tão proibindo! Será que não estão dando oportunidade para coisa pior???
 
EDSON SANTOS em 26/01/2011 02:21:15
Infelismente os politicos,ser esqueceram de tudo que prometeram,porisso essa cidade esta abandonada tanto na area comercial e industrial,quem quiser diversão ou trabalho tem que ir pra outra cidade ,ex. vai ser construida uma enorme fabrica em 3 Lagoas ,dai muitos vao dizer.bay,bay campo pequeno rsrs
 
solange obara em 26/01/2011 01:23:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions