A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/06/2013 11:18

Entidades criticam falta de organização em Arraial de Santo Antônio

Aliny Mary Dias
Entidades criticam organização de festa (Foto: Pedro Peralta)Entidades criticam organização de festa (Foto: Pedro Peralta)

Funcionários e voluntários de entidades beneficentes que há 11 anos montam barracas no Arraial de Santo Antônio em Campo Grande, reclamam da falta de organização deste ano. Na manhã desta quarta-feira (12), houve até princípio de tumulto no local. Representantes se reuniram na Praça do Papa e criticaram a organização da festa que já entrou para o calendário junino da Capital.

A demora na definição de atrações musicais e até a mudança de local do Arraial repercutiram nos últimos dias. No início do mês, a Prefeitura informou que a festa seria realizada no Parque de Exposições Laucídio Coelho, mas a administração voltou atrás e a festa será mesmo na Praça do Papa. Para complicar, hoje surgiu a proposta de colocar mais de uma entidade em cada barraca, o que revoltou as entidades.

Serão quatro dias de festa, apesar de começar já nesta quinta-feira (13), o primeiro sorteio das barracas e informações sobre localização só ocorreu na segunda-feira (10). Clovis Veiga, de 60 anos, faz parte da Amati (Associação de Mães Trabalhando a Inclusão) e reclama da falta de organização por parte da Prefeitura.

“Todos os anos foi muito tranquilo, mas esse ano com a nova gestão os técnicos não têm experiência e queriam dividir o espaço das barracas”, desabafa. Além da falta de organização, a divisão das barracas é a questão de grande reclamação das associações.

Ao todo, 106 entidades estão inscritas para comercializarem produtos na festa, mas segundo a organização, 80 confirmaram presença.

Adriany Ribeiro é assistente administrativa de uma das entidades e critica a demora na organização do Arraial. “Deixaram tudo para a última hora, está uma falta de estrutura enorme e parece que estão fazendo só por fazer”, afirma.

Outra representante de uma entidade que não quis se identificar, contou à reportagem que a Praça não está em condições de receber a festa. “O piso está todo quebrado devido a alguns eventos já realizados na Praça e a prefeitura não arrumou para a festa junina”, conta.

O funcionário da SAS (Secretaria de Assistência Social), responsável pela organização da festa, André Luiz Gomes, disse ao Campo Grande News que não existem problemas e que o único desentendimento ocorreu com duas entidades que queriam levar fogões industriais para as barracas.

“Está tudo tranquilo e acredito que não precisaremos dividir as barracas. Teve um tumulto porque as entidades queriam trazer fogões industriais que não cabem nas barracas”, explica.

Programação - A quantidade de entidades que irão participar da festa deve ser definido no fim desta quarta-feira. As atrações já anunciadas que irão se apresentar são a dupla Cezar e Paulinho, atração principal na abertura do arraial. Na sexta-feira os shows serão com os músicos Guilherme e Falcão, Zezinho do Forro, Arthur Felipe, Max Henrique, Thiago e Graciano, Duda Marques e Rodrigo e Thayane.

No sábado, a apresentação é especial, com Chrystian e Ralf. Para encerrar a festa, a dupla Matogrosso e Mathias é quem se apresenta. Além das atrações nacionais, também estão na programação regional a cantora Delinha e as duplas sertanejas Thiago e Donizete, “Os Filhos de Campo Grande”, Léo Andrade e Rafael e Tulio e Thiago.

 

*Colaborou Stephanie Romcy



Cara ! Tem alguma coisa que o Bernal consegue fazer, sem virar bagunça ?
 
Marcos Figueiredo em 13/06/2013 12:15:16
E alguém tem alguma dúvida que essa comemoração está sendo feita apenas por fazer? Quem desta gestão tem a preocupação em organizar alguma coisa que favoreça o lazer da população? Uma tradição de onze anos que se esvai, nem fogueira terá para abrilhantar o folclore já tradicional de nossa Capital. Sem contar as entidades filantrópicas que contam com essa festa para angariar fundos. Quem acreditou que mudanças viriam, acertaram: nunca esteve pior a situação em nossa cidade.
 
Mariangela Martinez em 12/06/2013 14:25:18
Fiquei satisfeito com a forma que organizaram, antes minha barraca era de 3,5m agora é de 5 X 5m. O que eu vi lá hoje pela manhã eram duas pessoas querendo tumultuar o trabalho voluntário de muitos que querem ajudar. Inclusive aumentando o número de entidades participantes. O povo não valoriza o que é de graça mesmo.
 
sergio torres em 12/06/2013 14:18:51
Me digam o que esta administração consegue fazer direito? o caos não serve?
 
Fernando Limes em 12/06/2013 12:37:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions