A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/06/2012 18:43

Entidades discutem em Campo Grande situação política do Paraguai

Nyelder Rodrigues

Para analisar a atual situação político e social do Paraguai, várias organizações estão reunidas hoje (25), desde às 18h, na sede da CPT (Comissão Pastoral da Terra), em Campo Grande. A sede da CPT em Campo Grande fica na rua Nicolau Fragelli, 71, bairro Amambaí.

Sob o tema “Golpe de Estado e a situação dos camponeses”, integrantes do Tribunal Popular da Terra no Mato Grosso do Sul estão promovendo o evento, convidando instituições de Direitos Humanos, movimentos políticos, sindicatos e movimentos de estudantes para participar.

O objetivo do encontro é o de debater a situação, trocando informações e analisando politicamente os recentes acontecimentos do Paraguai, podendo as entidades assumir um posicionamento concreto como lutadoras e lutadores.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


O tal "Tribunal da Terra" se esqueceu de um pequeno detalhe: os "camponeses" a que alude (e aos quais, presume-se, irá defender), são paraguaios que exercem violenta perseguição (desde bullyng nas escolas até atos terroristas) a produtores brasileiros e suas crianças (os "brasiguaios") cujas terras, até onde sei, compraram e cultivam honestamente. Quem, afinal, são as verdadeiras vítimas?
 
Marcel Ozuna em 25/06/2012 07:24:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions