ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Membros de grupo "do PCC" no WhatsApp cantam vitória com afastamento de PMs

Autora da ação que culminou no afastamento de 4 militares é supostamente integrante do grupo “FAMILIA 1533”

Por Jhefferson Gamarra e Aline dos Santos | 23/06/2022 17:07
Trecho das conversas em que os faccionados parabenizam autora da ação contra os policiais (Imagem: Reprodução)
Trecho das conversas em que os faccionados parabenizam autora da ação contra os policiais (Imagem: Reprodução)

Mensagens trocadas em um grupo de WhatsApp por supostos membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), as quais o Campo Grande News teve acesso, revelam a felicidade e sensação de vitória da organização criminosa, após medidas cautelares impostas a quatro militares integrantes do Batalhão de Choque da Capital, que foram proibidos de realizar policiamento na região oeste da Capital, que compreende os bairros Jardim Aeroporto e Vila Popular e Jardim Zé Pereira.

Uma das vítimas até faz parte do grupo de mensagens nomeado de “FAMILIA 1533”, em alusão a facção criminosa PCC.  Ela foi responsável pela denuncia ao Ministério Público, que acarretou no pedido de prisão e afastamento dos militares: Flávia Souza Olivedo; Willian Santana Moreno; Wanderson Rodrigues Piske e Luan Fernandes Alves, pela pratica dos crimes de tortura, injúria, violação de domicílio e lesão corporal.

Nas mensagens trocadas, os membros do grupo, que supostamente pertence a facção criminosa, parabenizam nominalmente a denunciante por ter conseguido “ferrar com os vermes do choque”.

“Nossa irmã conseguiu ferrar ai com esses vermes. A quebrada é toda nossa. Dentro eles não vão poder entrar mais”, diz um membro. “Irmão, então está mais tranquilo pra nos jogar umas drogas la na favela pra meter marchas”, sugere outro membro. “Família vamos ta dando fortalecimento pra irmã, ela conseguiu”, enviou um membro com o nome de Disciplina, que depois publicou “Irmã fechou lindo com nois 1533 família PCC que tá”, parabenizando a autora da ação.

Além de compartilhar imagens de armamentos de grosso calibre e comemorara a “conquista” um dos membros oferece um “fortalecimento” para a autora da ação disponibilizando 20 quilos de maconha e 2 quilos de cocaína. (Confira os prints na galeria abaixo)

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias