A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/03/2012 19:11

Envolvidos mudam versão sobre ataque a morador de rua que teve corpo queimado

Jeozadaque Garcia e Francisco Júnior
Bombeiros participaram da reconstituição. (Foto: João Garrigó)Bombeiros participaram da reconstituição. (Foto: João Garrigó)

Os envolvidos no ataque ao morador de rua Levi da Costa, de 22 anos, que teve o corpo queimado no dia 10 deste mês no bairro Morada Verde, em Campo Grande, mudaram a versão dos fatos. Eles participam esta noite de uma reconstituição, na rua Falcão, no bairro Morada Verde.

Thiago Misael Segóvia de Moura, de 21 anos, assumiu que jogou gasolina em Levi, porém, negou que tivesse ateado fogo no rapaz. Ele disse que o morador de rua fumava quando saiu correndo.

Em seguida, Thiago Vieira da Silva, de 23 anos, outro envolvido, teria desferido um chute contra Levi, que caiu sobre a bituca de cigarro. A versão da Polícia, no entanto, rebate a dos envolvidos.

A reconstituição durou cerca de uma hora. O delegado Weber Luciano de Medeiros, da 2ª DP (Delegacia de Polícia), ouviu a versão de todos os envolvidos para saber da participação de cada um.

Lucilene Tavares dos Santos, de 36 anos, Renato dos Santos Almeida, de 28, Luiz Henrique dos Santos, de 53, todos acusados de envolvimento no crime, também estiveram no local.



Que versão mirabolante eles inventaram. Ora se o rapaz foi espancado momentos antes de ser incendiado, como é q esses marginais bonzinhos deixaram ele acender um cigarro? Ta bom.
 
magali santana em 23/03/2012 12:46:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions