ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Equipe da Prefeitura gasta tinta para pintar faixa sobre buracos em avenida

Em vez de promover reparo, prefeitura prefere gastar tinta para ‘maquiar’ crateras

Por João Humberto | 16/05/2016 16:36
Avenida Ministro João Arinos é uma das mais esburacadas da Capital e está sendo 'maquiada' (Fernando Antunes)
Avenida Ministro João Arinos é uma das mais esburacadas da Capital e está sendo 'maquiada' (Fernando Antunes)

Que Campo Grande está tomada por buracos a população já sabe, mas que buracos estão sendo sinalizados pela Prefeitura é novidade. Na avenida Ministro João Arinos, uma das vias que sofre com a buraqueira na Capital, a reportagem do Campo Grande News flagrou buracos sendo pintados pela equipe que faz a sinalização horizontal – pintura de faixas no asfalto.

Em contato com Amilton Cândido de Oliveira, titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), ele informou que estava em reunião e não poderia falar com a reportagem. A assessoria de imprensa da Prefeitura, até o fechamento deste texto, não respondeu ao e-mail encaminhado solicitando informações a respeito.

A pintura dos buracos foi flagrada em um dos trechos mais problemáticos da João Arinos, próximo a um dos acessos ao Tiradentes, próximo à esquina com a Rua Cândida Lima de Barros. A avenida já foi tema de várias reportagens sobre os buracos nas ruas de Campo Grande rencentemente.

Protesto – Pintar buracos não é necessariamente novidade na cidade. No entanto, a medida costuma ser adotada como forma de protesto: muitos moradores usam da criatividade, como pintá-los e sinalizá-los com setas. 

Algumas pessoas chegam a plantar árvores no meio de algumas vias de Campo Grande e tomar tereré sob elas para ironizar a situação. Outros colocam plaquinhas nos buracos com dizeres “Socorro, me tampe” ou “Café da Câmara” (fazendo referência ao dinheiro gasto nos órgãos e o ‘esquecimento’ das ruas), como já foi noticiado pelo Campo Grande News.

E o problema dos buracos acaba acentuando-se, principalmente devido às chuvas que têm caído na Capital nos últimos dias, danificando o asfalto. O dinheiro gasto com a sinalização horizontal, inclusive nestas imperfeições, pode ter que ser usado novamente caso sejam reparados, ou seja, a medida acaba caracterizando-se um desperdício de verba pública.