A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/01/2013 09:51

Escola foi negligente, diz família de vítima de acidente com paraquedas

Francisco Júnior
Aeroporto onde aconteceu acidente. (Foto: João Garrigó)Aeroporto onde aconteceu acidente. (Foto: João Garrigó)

A família de Marcelo Vaz da Silva, 29 anos, que sofreu um acidente grave durante salto de paraquedas no último sábado (19), em Campo Grande, acusa de negligência escola onde ele fez aulas para a prática do esporte radical.

De acordo com Jucimara Silva, irmã da vítima, Marcelo não tinha instrução suficiente para efetuar o salto sozinho. “Dez horas teóricas não são suficientes para meu irmão saltar sozinho. Isso é um absurdo”, conta relatando que a família não sabia que o rapaz estava fazendo aulas de paraquedismo.

Segundo ela, no momento do salto só estava o irmão e o piloto na aeronave, sem o acompanhamento do instrutor. “Meu irmão não estava apto para fazer aquele salto”, ressalta.

Jucimara relata que a família não recebeu nenhum respaldo por parte da escola de paraquedismo, Skydrive Pantanal e nem com relação o que aconteceu de fato com Marcelo Vaz no dia do acidente.

Conforme a irmã, as fotos que o irmão tirou no dia do salto foram apagadas da máquina dele, além do celular dele ter sumido. “É tudo muito estranho. Por que as fotos foram apagadas. Cadê o celular dele?”.

Jucimara conta que a família só foi avisada do acidente quando Marcelo já estava na Santa Casa cerca de duas depois. “O instrutor ligou pra gente falando que ele teve uma batida de leve”.

Marcelo está internado em coma induzido com fraturas nas pernas e coluna. Ontem (20), ele foi submetido a uma cirurgia.
A família registrou um boletim de ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro sobre o ocorrido. O caso foi registrado como lesão corporal grave. A investigação ficará a cargo da 4ª Delegacia de Polícia.

Acidente - Segundo o caseiro do aeroporto Aeroching, André Leite, 35 anos, Marcelo estava com um grupo de 10 pessoas que saltava na tarde deste sábado. Eles estavam divididos em dois grupos que saltaram separadamente e o acidente ocorreu durante o segundo salto.

“O paraquedas abriu normal, mas na hora da curva para pousar ele caiu”, explicou o funcionário na ocasião. Conforme André, a queda foi quando o homem já estava perto do chão.

O Campo Grande News tentou contato com a escola Skydive Pantanal, mas o telefone disponível só consta em caixa de mensagem.

 



Seria interessante pirmeiramente estarmos a par da história para sairmos julgando quem está certo e quem está errado. Quanto a escola de paraquedismo, ela é muito séria e o instrutor extremamente competente, sendo que o mesmo está há anos no mercado. Por isso, sejamos mais maleáveis e não esqueçamos que este instrutor tem família também. Vamos deixar a apuração dos fatos para quem realmente é competente para tal. Abraços
 
Caroline Lemos Karmouche em 21/01/2013 17:10:38
não estamos culpando ninguem estamos procurando saber de fato que ocorreu la é a vida do meu irmão que esta em risco ele ta la santa casa encoma afirmo uma pessoa que tem 10 hrs de treinamento teorio não torna uma pessoa apta a pula de paraqueda e ainda sozinho e facil as pessoas tarem julgando não familia deles que passando pelo que a minha familia ta estado de de saudade e grave se foi negligencia de alguem tenho fé em deus que uma hora verdade ai aparecer so o que peço oração pela vida do meu irmão marcelo vaz da silva 26 anos estudante ,trabalhador e simplismente ser humano.............deus não ai nos abandonar......
 
juscimara vaz da silva em 21/01/2013 17:08:49
Claudinei, ele era maior de idade sim, mas pensou que estava lidando com uma escola de paraquedismo séria!! Ou vc. acha que, a escola o informando que ele poderia fazer o salto sozinho, ele iria questionar o seu instrutor? Ora meu amigo, pense antes de comentar um assunto tão sério como este, pois poderia muito bem ter ocorrido com você!
 
MARCELLO MENDES em 21/01/2013 14:03:33
Devia ter um instrutor no avião para saltar logo depois do rapaz, quanta irresponsabilidade. Vai de cada um, eu jamais saltaria sozinho com 10 horas de teoria e sem ninguém saltando junto.
 
Octavio Mendes em 21/01/2013 13:19:39
MAIS ELE NAO É MAIOR DE IDADE NAO SABE O QUE ESTAVA FAZENDO
 
claudinei braz em 21/01/2013 10:39:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions