A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/09/2014 08:26

Escola tentou acordo com pai para evitar assassinato de adolescente

Aliny Mary Dias e Francisco Júnior
Adolescente apreendido embarcou em ônibus em frente da escola (Foto: Marcos Ermínio)Adolescente apreendido embarcou em ônibus em frente da escola (Foto: Marcos Ermínio)

A morte do adolescente Matheus Henrique, 17 anos, no começo da noite de ontem (4), em um ônibus no bairro Maria Aparecida Pedrossian, expõe mais uma vez a violência presente cada dia mais cedo na vida de jovens. Apreendido pelo crime, um adolescente de 14 anos já havia sido alvo de uma ação da diretoria da escola onde estuda para evitar que a briga com Matheus terminasse em tragédia.

O adolescente apreendido por matar o colega a facadas estuda na Escola Dolor Ferreira de Andrade e mora no Jardim Noroeste, onde também vivia Matheus. O jovem morto chegou a estudar na escola há alguns anos, mas atualmente não era colega de turma do adolescente de 14 anos.

O Campo Grande News apurou que a briga entre os dois é antiga. Uma rixa que começou no bairro Noroeste foi aumentando de proporção nos últimos dias até que o caso chegou à direção da escola. Na quarta-feira (3), Matheus e o adolescente brigaram em um ponto de ônibus do bairro Noroeste e o menino de 14 anos acabou com um ferimento na orelha.

Conforme apurado pela reportagem, a história chegou ao conhecimento da escola que chamou o pai do menino ferido para uma conversa. Em razão da rixa, a direção da unidade firmou um acordo com o pai para que ele levasse e buscasse o aluno todos os dias. A ação, que poderia ter evitado a morte, no entanto, não foi colocada em prática.

Alunos estão chocados com crime (Foto: Marcos Ermínio)Alunos estão chocados com crime (Foto: Marcos Ermínio)

No primeiro dia depois da conversa com o pai, o adolescente voltou sozinho da escola. Por volta das 17 horas de ontem, o menino de 14 anos embarcou em um ônibus da linha 519, em frente à escola. Matheus já estava no veículo e uma nova discussão começou.

Cerca de 400 metros após o embarque, o adolescente sacou uma faca e deu vários golpes em Matheus. A vítima teve vários ferimentos na região do ombro e uma das facadas atingiu em cheio o coração. O motorista do ônibus parou o veículo e Matheus desceu correndo. Ele correu cerca de 30 metros em direção a um bar com objetivo de pedir ajuda.

No local estavam o dono do bar e a filha dele, uma menina de 15 anos que estuda na mesma escola que o adolescente agressor. Ela disse ao Campo Grande News que Matheus estava bastante ensanguentado e pedia ajuda. O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas o adolescente estava praticamente sem vida quando recebeu os primeiros socorros.

Matheus foi levado para o posto de saúde do bairro Tiradentes, onde morreu pouco tempo depois. Equipes da Polícia Militar fizeram buscas na região e apreenderam o adolescente e a faca. O menino foi encaminhado para a Unei (Unidade Educacional de Internação) Novo Caminho, no bairro Los Angeles.

Na escola o silência impera, mas muitos alunos estão chocados com o crime e todos são enfáticos ao dizer que o adolescente apreendido aparentava ser um aluno tranquilo e que não “era de dar problema”. Já Matheus tinha registros de confusões.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro da Capital e deve ser apurado pela Deaij (Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude).

Bar onde Matheus pediu ajuda depois de ser esfaqueado (Foto: Marcos Ermínio)Bar onde Matheus pediu ajuda depois de ser esfaqueado (Foto: Marcos Ermínio)


O pai do menino poderia ter evitado isso, tinha se comprometido a ir busca-lo e não fez, agora vai ter que visita-lo na Unei. Absurdooo total.
 
Sângela Lima em 05/09/2014 10:59:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions