A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

11/06/2015 22:55

Estado e Infraero acordam ampliação de uso de terminal alfandegário

Lúcio Borges
Potencialização do terminal alfandegário deve gerar empregos. (Foto: Chico Ribeiro)Potencialização do terminal alfandegário deve gerar empregos. (Foto: Chico Ribeiro)

Um acordo entre o governo do Estado e a Infraero deve potencializar o uso do terminal alfandegário no aeroporto internacional de Campo Grande, gerando empregos e renda a Capital e a Mato Grosso do Sul, como um todo. Este foi o resultado alcançado nesta quinta-feira (11) pelo acordo para uso ampliado do porto alfandegário do aeroporto. De acordo com as tratativas e planejamentos, a capacidade de atendimento pode aumentar em até 55%, diante a realidade atual. Todo o processo foi analisado hoje a tarde pelo governador Reinaldo Azambuja, que recebeu a superintendente do Aeroporto, Barbara Antonia dos Reis Netto, que mostrou o processo de alfandegamento de produtos que podem ser realizados no terminal da Capital. 

De acordo com a superintendente do aeroporto, esse processo de alfandegamento pode ser feito tanto para produtos importados quanto para aqueles que serão exportados. “Hoje o aeroporto conta com um terminal alfandegário que pode ser usado pelas empresas no trânsito de produtos que chegam e saem do Estado”, disse Barbara.

A superintende apontou que o terminal pode ampliar sua capacidade de atendimento, gerando emprego e renda a Capital e no geral pelo Estado. "Estamos caminhando para uma alta de até 55%. Só no primeiro quadrimestre de 2015, já passaram pelo terminal 595 toneladas de produtos diversos, o que significa um aumento de 22% em relação ao ano passado. A utilização desse terminal vai gerar emprego e principalmente, vai melhorar a questão da logística no Estado, além de gerar também um rendimento tributário para Mato Grosso do Sul por conta do ICMS que será tributado no local”, destacou a superintendente.

Para o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, o objetivo do Governo do Estado é potencializar o uso desse terminal, que servirá como um instrumento de desenvolvimento do Estado. Segundo ele, será feito um acordo entre a Semade, a Infraero e a Fiems, para a divulgação aos empresários locais desse terminal alfandegário. “Vamos assinar em conjunto um termo de cooperação que tem como objetivo promover e aumentar o uso desse terminal por parte das empresas locais, o que vai gerar aumento de emprego, e vai melhorar também a logística de Mato Grosso do Sul”, disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions