A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

24/11/2015 19:30

Estelionatário não furtou e não foi preso pelo crime, afirma advogado

Filipe Prado

O advogado de Paulo Barbosa Alves, 38 anos, Daniel Falqueiro, afirmou que o acusado de estelionato não foi preso pela Polícia Civil. Ainda alegou que o cliente não possui vinculação do furto das lâminas de cheque, repassadas no valor de R$ 1,6 mil.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil apontou que não houve flagrante no crime, por isso Paulo não foi preso, mas indiciado pelo crime.

Falqueiro assegurou que o estelionatário não possui ligações com o furto de uma bolsa, em setembro. A Polícia Civil apontou que, em depoimento, Paulo confessou que comprou as lâminas de cheque por R$ 50 cada.

Ele preencheu três lâminas no valor de R$ 400, R$ 500 e R$ 700, repassando para um amigo, chamado Braz Gomes. Com os cheques furtados, Braz comprou um aparelho celular e repassou para uma madeireira, no Jardim Leblon, e outra pessoa.

Paulo foi identificado a partir dos depósitos realizados. O seu celular foi apreendido, onde continha imagens dos cheques e conversar com clientes, que comprariam as lâminas.

O autor tem passagens pela polícia por estelionato e apropriação indébita.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions