A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/05/2011 15:56

Estudante obesa passa por constrangimento em ônibus urbano

Vanda Escalante

O motorista insistiu para que ela passasse na catraca e o resultado foi um hematoma na barriga.

Estudante mostra hematoma na barriga, machucada ao passar pela catraca onde não cabia. (Foto: Simão Nogueira)Estudante mostra hematoma na barriga, machucada ao passar pela catraca onde "não cabia". (Foto: Simão Nogueira)

Aos 28 anos, pesando 127 quilos, estudante de Letras na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que pediu para ter o nome preservado, utiliza diariamente o transporte coletivo urbano de Campo Grande. Na última quarta-feira, porém, o trajeto entre a Universidade e a casa, no final da manhã, foi marcado por uma cena de constrangimento que deixou também um hematoma no abdômen da estudante.

“Eu sempre peço para rodar a catraca e descer pela porta da frente, mas dessa vez o motorista não deixou; ele disse que eu tinha que passar pela catraca porque senão o fiscal iria brigar com ele. Eu passei, mas ficou um roxo enorme na minha barriga”, conta.

De acordo com ela, saindo da Universidade, pegou o ônibus da linha 087 (Gal. Osório/Guaicurus) por volta das 11h15 e pretendia descer na Praça Ary Coelho para pegar outro ônibus, até sua casa, no Jardim Imá, utilizando o sistema de integração. Era horário de grande movimento e o ônibus, de acordo com a jovem, era equipado com duas catracas, o que torna os espaços ainda mais apertados.

“Quando foi chegando perto da Praça foi que eu pedi pra descer pela frente e ele não deixou. Eu ainda tentei conversar com ele, mas acabei passando na catraca para não perder o horário do outro ônibus, mas principalmente porque fiquei com vergonha de ficar batendo boca”, diz a estudante, informando ainda que não é a primeira vez que precisa discutir dentro do ônibus para convencer motorista ou cobrador de que “não cabe” na catraca.

“Não é todos os dias que eu tenho esse problema, principalmente porque a maior parte dos motoristas, sobretudo na linha do bairro, já me conhece, e eles me tratam bem. Mas já aconteceu mais de uma vez de eu ter que convencer o motorista ou o cobrador de que preciso descer pela frente ou então entrar no ônibus pela porta de trás”, conta.

A universitária disse ainda que não sabe se vai fazer uma reclamação junto à empresa, mas decidiu contar sua história como uma espécie de apelo: “Eu acho que as empresas pensam muito na tarifa e não pensam nas pessoas. Eles deveriam orientar melhor os motoristas e os cobradores, porque os ônibus têm até banco para obeso, mas essas cadeiras ficam na parte de trás. Como é que a gente chega lá? Se acontece comigo, pode acontecer com outras pessoas”.

Voltando à vida normal - C. diz que sempre foi “gordinha”, mas depois que perdeu o pai, há pouco mais de dois anos, começou a engordar cada vez mais. “Eu cheguei aos 167 quilos, parei de estudar e não saía de casa, porque tinha vergonha e medo de passar esse tipo de situação, de constrangimento”, relata.

Há cerca de um ano, ela iniciou tratamento médico para emagrecer e, aos poucos, foi voltando à vida normal. Perdeu 40 quilos e voltou a estudar.



Não sei se isso se enquadra como bulyng,mas tenho certesa que é constrangedor,agora fica a aqui a minha indgnação,o por que as empresas de onibus contratam pessoas inescrupulosas,insensiveis,afinal estes motoristas lidam é com pessoas , não com animais,afinal,o que nao pode é isso acontecer.Creio que esse motorista devia ser impedido de dirigir um onibus,deveria dirigir era um caminhão com porcos...e mesmo assim deveria ter respeito quanto aos animais.Cabe a esta jovem ,entrar com uma ação judicial, e esperar e ver seus direitos valerem.
 
Reinaldo Costa em 30/05/2011 12:52:01
É constrangedor mesmo a situação para a pessoa mas enquanto a prefeitura não fiscalizar melhor e exigir melhoras no transporte coletivo da cidade vai continuar assim, profissionais não preparados e ônibus cada vez mais cheios e apertados como no caso das catracas relatada pela pessoa.
O duro que só um cara é dono de 4 empresas aqui na cidade né (Cidade Morena, São Francisco, Jaguar e Campo Grande).
 
Diego Souza em 30/05/2011 12:06:09
Menina... Como já disseram aqui pena que vc não se enquadra nas questões debatidas.
Assim vc poderia se utilizar do "tal da homofobia" para processar quem a fez passar por isso.
Mas seja rápida, pq do jeito que as coisas estão, logo vem um legislador municipal e faz uma daquelas leis absurdas - tipo proibir pessoas de entrarem em ônibus.
Digo isso pois semana passada, foi aprovada a lei "cata camelô com cigarro" e talvez façam outra como "cata camelô com CD pirata", ou uma que sugeri a tal "cata barraquinha de jogo de bicho" -ÔPS , essa Lei quero ver se fazem. Não tem ninguém com "aquilo roxo" para fazer essa Lei.
Se eles fizerem uma lei obrigando as concessionárias a ampliarem o espaço (iguais as poltronas em aviões) com certeza vc seria estigmatizada, pois diriam que foi por causa disso que eles aproveitaram e aumentaram de novo a passagem.
Pensando bem, processe-os de qq jeito. Afinal esses caras abusam de nossa capacidade.
 
Orlando Lero em 30/05/2011 11:06:16
é super constrangedor e humilhante ler/ouvir um relato desses. infelizmente acontece e vai acontecer muito ainda. tudo depende da educação e do bom senso de cada um. .cabe uma retratação formal por parte da empresa. pois o serviço que ela prestou a usuária não se negou a pagar . agora... deveria haver um treinamento melhor por parte dos funcionários, não há nescessidade de humilhar ninguém. Pergunto: e se fosse a mãe dele, ele faria o mesmo?
 
elias c. orue em 30/05/2011 11:01:46
Não perca tempo não ,pegue suas testemunhas e leve seu caso para a justiça pois só assim as empresas de onibus aprendem a respeitar as pessoas e para esse motorista voce deve sim fazer a reclamação na empresa em que ele trabalha pois ele no minimo deve ter bom senso em saber analizar cada problema, pois ele não é uma maquina não.
 
Alex santos em 30/05/2011 10:56:44
Sr. Rudel, a população clama por maior fiscalização em nossas ruas devido à quantidade de acidentes e mortes. Porque não convocam os outros 10 agentes já aprovados no concurso Agetran/2010, que inclusive já fizeram o curso de formação? E a promessa de sermos convocados ainda no ano de 2010 Sr. Rudel?
 
FERNANDA COSTA SA E SILVA em 30/05/2011 10:45:11
É realmente um absurdo isso ainda acontecer, mas as autoridades não fazem nada em relação a isso pq não pegam onibus. E fico com raiva tbem desses motoristas desumanos e sem preparo para lidar com esse tipo de acontecimento.Minha cara C, fique firme e bote mesmo a boca no mundo e nós somos solidarios a vc.
 
ylka de oliveira freitas em 30/05/2011 10:42:02
C... PROCESSA a empresa. Não fique se lamentando... bota os caras no pau!
Esse vai ser seu melhor apelo!
 
gabriel lescano em 30/05/2011 10:32:17
É totalmente atentatório à dignidade da pessoa humana!
 
CHRISTOPHER PINHO FERRO SCAPINELLI em 30/05/2011 10:13:13
É mta falta de razoabilidade! Idependentemente do hematoma, é incontroverso que houve o evento, por demais, vexatório, a ensejar reparação por danos morais. Não deixe passar em branco, processe! É preciso provocar a alteração de conduta da empresa para que outros casos não aconteçam.
 
André Germano em 30/05/2011 09:48:31
Ao Sr. Carlos Eduardo Araujo o dono da verdade, se preocupou tanto c/ a origem do hematoma (que aliás se inicia c/ a letra H) que se diz conhecedor de tipos de roxidão, não se preocupou c/ a situação de contrangimento que a estudante passou, isso ocorre também c/ idosos e deficiente físicos.
Não dependo de ônibus, porém conheço pessoas que dependem deles e sempre chegam contando fatos absurdos que alguns motoristas fazem.
As empresas de transporte coletivo deveriam se preocupar c/ cursos de Relações Humanas para seus motoristas e fiscais , assim tratarão com respeito os usuários e c/ com certeza esses motoristas grossos que acham que estão carregando gado tem parentes que depende do mesmo tipo de serviço.
Além do usuário pagar caro na tarifa ainda são tratados como gado, saco de batata, afinal aqui a tarifa é uma das + caras, em Curitiba a tarifa é de R$2,50 e o serviço é bem melhor que o daqui.
Esses empresários, Prefeito, Vereadores, Diretoria da Assetur e Eng. de Tráfego , deveria fazer um curso intensivo c/ o pessoal de Curitiba, para saber como eles fizeram p/ que o transporte coletivo desse resultado satisfatório com tarifa de menor valor.
Os motoristas NÃO mexem c/ dinheiro, pois nos pontos de ônibus que são no formato de tubo e todo fechado c/ vidro ou acrílico resistente que o usuário paga p/ entrar. Detalhe, em Curitiba já estão implantando ônibus com capacidade p/ + de 200 pessoas e ele é todo moderno e digital.
Os usuários que passar contrangimento dentro dos ônibus e terminais, tem que denunciar sim.
 
Luanny Silva em 30/05/2011 09:37:32
motorista como este tem nas moreninhas, que gostam de humilhar crianças e idosos, e os fiscais nao brigam por isso, mas qdo acontece isso pior, entra com danos moraes principalmente por parte do motorista que e um guela. safado, ja estou cansada de ver essas coisas, mandando o deficiente entrar pela porta da frente sem ele conseguir subir sem ajuda enquanto eles ficam com abunda no banco e vendo o deficiente acelerar o paço
 
ester reis em 30/05/2011 09:31:02
A VERDADE É UMA SÓ O TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPO GRANDE ALEM DE SER UM DOS MAIS CARO DO BRASIL É UM LIXO TEMOS 05 EMPRESAS DE ONIBUS COLETIVO QUE É UMA MAFIA SÓ TUDO FARINHA DO MESMO SACO TUDO PERTENCE AO SISTEMA INUTIL CRIADO PARA BANCAR A VIDA MANSA DE ALGUNS. AGORA A DISCRIMINAÇÃO AO OBESO JA VEM A MUITO TEMPO TEMOS QUE REAGIR E COBRAR DAS AUTORIDADES QUE SÃO ISENTA AO SISTEMA INUTIL E PORCO, E TOMARMOS REDIAS DA SITUAÇÃO SE NÃO ESTA DISCRIMINAÇÃO NUNCA VAI PARAR CADE O DIREITOS HUMANOS NESTA HORA SÓ SERVE PARA O PRESO QUE DA PREJUIZO AO ESTADO E ALIMENTA O SISTEMA!!!!
 
João Herrera em 30/05/2011 09:16:37
Sou motorista de ônibus e fico muito triste com uma situação dessas, faltou um pouco de bom senso e principalmente profissionalismo, nunca vi um profissional ser punido nessa situação. A essas são situações raríssima.
 
DANIEL PEREIRA BARRETO em 30/05/2011 09:10:41
Fatos como esses são ultrajantes, desumanos! Não é necessário punir o motorista, mas sim palestras dentro das empresas, para que estas informassem a melhor forma de proceder com os usuários de transportes urbanos. É um absurdo pagar uma tarifa extremamente cara, e ser tratado assim!
Hoje, por coincidência, usei o vulgo 'busão' , depois de anos sem precisar usar, para ir ao trabalho, e levei um susto com o valor da tarifa. Depois não querem que a população entre num financiamento para superlotar de motos as ruas esburacadas e causarem mais acidentes... Eu fiz! haha 48x mas de busão não ando! (E torço que de cadeiras de rodas tbém não...)
 
Jéssica Machado em 30/05/2011 08:55:09
QUE BOM RUDEL QUE VC ESTA OLHANDO ESSE SITE!!!!
TE PEÇO DE CORAÇAO OLHA PA A PASSAGEM DA COCA COLA P FRENTE ESSA ROTATORIA TODO DIA MORRE UM .PELO AMOR DE DEUS!!!!!!!!!!!!!! MUDA ESSA ROTATORIA ELA NAO SUPORTA MAIS,TEM QUE TER SINAL ALI RUDELLLL!!!!!!! TEM AMARELINHO ,MAS NAO É TODO DIA!!QUANTOS JA MORRERAM???? QUASE TODO DIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! RUDEL SOU SUA PARENTE,MAS TMBM ANDO DE MOTO COM MEU FLIHO,É MUITO PERIGOSO!!SOU MOTORISTA,E ANDO TODO DIA P IR E VOLTAR DO SERVIÇO!!!!!!POR DEUS RUDEL,COLOCA SINALEIRO ALI!!!
 
patricia espinola em 30/05/2011 08:44:19
Isso acontece e vai continuar acontecendo enquanto houver pessoas que se julgam com direito de estabelecer o que as pessoas devem, ou não, ser, fazer ou escolher para a própria vida. Fazem isso como juízes. É uma punição pelo fato de ela ser obesa e que, no critério desses juízes da vida alheia, é contra o que eles pensam e são. Pobres pessoas que só convivem com a diferença porque são obrigados por lei. Isso acontece com quem é obeso, negro, índio, homossexual, aposentado ou que se apresente fora do padrão do "JUIZ" de plantão, seja ele motorista, funcionário público ou não, cliente ou mesmo transeunte circulando pela nossa cidade de vestais.
 
Ocimar Santiago Ramires em 30/05/2011 08:38:17
Fatos como esses são ultrajantes, desumanos! Não é necessário punir o motorista, mas sim palestras dentro das empresas, para que estas informassem a melhor forma de proceder com os usuários de transportes urbanos. É um absurdo pagar uma tarifa extremamente cara, e ser tratado assim!
Hoje, por coincidência, usei o vulgo 'busão' , depois de anos sem precisar usar, para ir ao trabalho, e levei um susto com o valor da tarifa. Depois não querem que a população entre num financiamento para superlotar de motos as ruas esburacadas e causarem mais acidentes... Eu fiz! haha 48x mas de busão não ando! (E torço que de cadeiras de rodas tbém não...)
 
Jessica Machado em 30/05/2011 08:24:02
RUDEL ESPINDOLA TRINDADE JUNIOR....fico feliz por ver o Sr. por aqui....vendo solicitações dos leitores do Campograndenews.....agora me diga.....e blitz surpresa nas ruas você é contra? só manda os seus subordinados ficarem fazendo autos de infração...digo multas, para que haja maior arrecadação? só para quem está mal estacionado no shoping?
tirar quem realmente prejudica o trânsito, você só conseguirá fazendo BLITZ......você viu quantos foram pegos sem serem habilitados esta semana? após acidentes é claro....quantos com doc. atrasado..... você tem algo contra a PM de trânsito...nunca vi Blitz conjunta.....ou combinada....
blitz tem algum custo muito elevado?

BOA SORTE!!!!!
 
GILMAR CANDIDO em 30/05/2011 08:24:00
olha moça eu sinto muito por vc ter passado por esse constrangimento, mas não fiquecalada vai atraz dos seus direitos nimguem tem direito de fazer isso nem com vc nem com outras pessoas. denuncie essa empresa e esse motorista. eles tem que aprender a tratar as pessoas com dignidade, vc ão estava andano de graça .
 
maria izete em 30/05/2011 08:23:47
Esse e um problema que eu enfrento todos os dias, tambem sou gordinha e sei o que ela passa,as empresas de onibus diminuiram muito o espaço da catraca,e os motoristas nao tao nem ai se você consegue passar ou nao. Eu ja tive problemas graves, pois tenho uma hernia umbilical,pedi ao motorista para descer pela frente e ele nao deixou,passei no maior sacrificio,senti muita dor,cheguei a ficar sem ar,fiquei muito constrangida nesse dia.
 
Sonia Rodrigues em 30/05/2011 08:10:25
Minha querida C. peço ao meu Deus de todo o coração por vc que consiga perseverar na sua luta contra o peso pois o seu protesto aqui é valido mas sabemos que nada vão fazer, então como infelismente hoje é cada um por si, eu desejo que vc consiga emagrecer e não tenha que passar mais por essa situação!!!
beijos e força garota vc consegue!!
 
katiuscia batista em 30/05/2011 07:41:10
As empresas simplesmente contrata um funcionario e ja o colocam para trabalhar, sem ao menos passar por um treinamento o que devia ser obrigatório, pois tanto mototistas, qto cobrador e demais classes que trabalham com publico precisam, pois em toda parte que vamos, encontramos este desrespeito.
 
Ezidir Durigon em 30/05/2011 07:11:53
Como seu problema não é alcoolismo, uso de drogas ou homossexualismo, continua firme no regime. Acessibilidade e direitos humanos não fazem parte de nossos direitos.
 
Ricardo Lopes em 30/05/2011 07:07:30
Está na hora de conscienttizar as empresas de ônibus que as pessoas com obesidade não passam mesmo na catraca.Mas esse caso eu vejo como má vontade do motorista.Se acontecesse comigo eu entraria com um processo contra a empresa por danos morais.Afinal somos seres humanos, pagadores de impostos e temos direitos assegurados na constituição federal
 
Nair Specort em 30/05/2011 05:54:54
É engraçado ver algumas pessoas crucificando o motorista por esse caso, não veem que a ordem de proibir qualquer pessoa de descer pela porta da frente vem dos diretores da Agetran, não é Sr Rudel? Semana passada presenciei um motorista muito educado que nao permitiu que uma idosa com suas sacolas rodasse a catraca e descesse pela frente, ela precisou deixar as sacolas na frente, passar a catraca descer do onibus, dar a volta e pegar as sacolas na porta da frente. O motorista disse que eram ordens superiores, portanto não foi culpa de um motorista sem coração, mas de uma empresa de transporte que não da atenção aos seus passageiros e pune seus funcionarios.
 
leticia mello em 30/05/2011 04:36:59
É uma vergonha, um atentado a um ser humano que deve ser respeitado como todos os outros. A empresa realiza discriminação quando não melhora a condição dos ônibus. Vamos cobrar mais dos governantes e dos responsáveis na administração da cidade. O trânsito na cidade é violento; há uma quantidade enorme de carros [de passeio] nas ruas. E o único tipo de transporte coletivo não presta. Vive lotado, demora a passar, sacoleja muito, não tem espaço, os profissionais são despreparados e é muito caro. As questões são muitas.
 
Claudomiro Santos em 30/05/2011 01:48:48
Aonde estão os fiscais da AGETRAN, quando se precisa???????
 
Reinaldo Costa em 30/05/2011 01:18:25
Isto é um constrangimento horrível...fazem catracas muito pequenas,não da nem para passar direito..as pessoas ficam olhando com certo preconceito..principalmente nos microônibus q é menor ainda...os motoristas deveriam ter um pouco mais de compreensão com as pessoas,facilitando um pouco a vida dos gordinhos....
 
Ana Sandra em 29/05/2011 11:26:19
A universitária, que passou por essa situação constrangedora, deve procurar seus direitos. Vá ao Procon pegar uma orientação ou a uma Defensoria Pública. Respeito é bom e todos merecem.
 
Jandira Silva em 29/05/2011 10:19:50
Esta estudante deve sim procurar por seus direitos e não ter vergonha de nada ,eu sou uma mulher de 55 anos e a uns dez anos atraz isso veio acontecer comigo em uma linha de onibus , onde o motorista disse ao cobrador que eu deveria passar sim pela catraca,eu fiz o mesmo que esta moça so que o proprio cobrador me informou que se eu ligasse na empresa e reclamaçe eu seria atendida, e isto veio acontecer nunca mais fui barrada,sempre ando pago meu transporte subo e desece pela porta da frente,corra atraz e peça seus direitos reconhecidos este motorista deveria ser mandado para a escola para ficar mais bem informado dos direitos dos cidadões,acho que ele não deve saber nem os direitos que ele mesmo tem ou ele e um ............
 
CONCEIÇÃO AP.COSTANZO em 29/05/2011 08:34:02
Foi-se o tempo em que ônibus urbano tinha um certo conforto. É verdade, já tiveram. Houve tempos em que a maioria dos passagueiros iam sentados em cadeiras macias.
Após ficar anos sem andar de ônibus me assustei quando entrei em um. As cadeiras sumiram. Hoje, ou voce viaja em pé ou vai à pé.
Seria interassante que os nossos administradores passassem a andar de ônibus todos os dias, e não uma vez por ano para fazer campanha. Acredito que a maioria deles não teve o privilégio de um dia na vida andar em ônibus confortável, pois, a maioria são de famílias que nasceram sobre quatro rodas. São culpados? Não, não são, porém, para ser um grande administrador é necessário conhecer e sentir o que é ser do povo.
Hoje se fala muito em acessibilidade, porém, onde está o direito dessa jovem? Ficarei contente em saber amanhã, ao ler as notícias pela internet, que o Ministério Público está tomando alguma providência com relação ao ocorrido.
Também, ficarei mais feliz ainda em saber que o nosso prefeito se mudou para as moreninhas e passará a vir todos os dias de ônibus para a prefeitura, pois, se isso acontecer, com toda a certeza os seus eleitores passarão a ter um transporte coletivo que qualidade e não essas carroças que circulam pela cidade. Se fossem pelo menos charretes com certeza seriam mais confortáveis, porque teriam um certo molejo.
Penso que o constrangimento dessa garota foi grande e a empresa precisa ser penalisada pois, somente quando se sente no bolso é que providências são tomadas.
 
Marcelo Fernandes em 29/05/2011 08:30:25
Pois é,esse parte roxa é de uma pancada muito forte, só passar a catraca não tem como ocasionar esse tipo de ematoma, tem que ser feito uma perícia médica para comprovação,mais pelos meus conhecimentos, em momento algum uma roxidão dessa ira acontecer.......
 
Carlos Eduardo Araujo em 29/05/2011 06:22:43
em pleno século 21 essas coisas não deveria acontecer, deveria ter nessas empresas cursos de RELAÇÕES HUMANAS para os funcionários, uma vez que eles lidam com seres humanos POVÃO mesmo.
 
Aparecida Lourdes Leite em 29/05/2011 06:08:46
olha eu sei que o transito de campo grande e muito movimentado mas tem motorista de coletivo que deve ser mas um pouco apreparado pela empresa . porque muitas vezes eu estou no ponto esperando onibos e eles passam muitas das vezes vazio e nao para
 
joao batista em 29/05/2011 06:03:46
INDENIZAÇÃO MORAL( NÃO TEM ESPAÇO PARA ULTRAPASSAR A CATRACA OU CASO ULTRAPASSE ACONTECE ISSO "HEMATOMA", DEVE A EMPRESA SER PROCESSADA E PAGAR INDENIZAÇÃO, PARA QUE ISSO NÃO MAIS ACONTEÇA.
 
VIDAL DA SILVA em 29/05/2011 05:40:11
Infelizmente existem pessoas que não pensam no próximo.As empresas muito menos,som pensamem $ o resto deixa prá lá.
Quem trabalha com público, têm que saber lidar com eles e respeita-los dentro da sua individualidade.
Ninguém é obeso simplesmente porque quer.Sempre existe uma patologia por trás,seje física ou emocional.Ninguém esta livre de desencadear uma obesidade adquirida,seje la por qual for o motivo.
Essa moça fez o correto,mostrar sua dificuldade através da imprensa.Quem sabe assim,as empresas de transporte coletivo,melhorem sua qualidade de trabalho prestado à população, que não é nada BARATO.
 
neyde de oliveira em 29/05/2011 05:35:56
O diretor da empresa não confia no fiscal.
O fiscal não confia no motorista.
O motorista não confia no cobrador.
O cobrador não confia no passageiro.
O passageiro não confia na catraca.
A catraca não perdoa.
O diretor tem que confiar no bom senso.
 
joão batista assis em 29/05/2011 05:10:45
C., a intolerância reina em nossa sociedade e faz com que esse tipo de situação ocorra, infelizmente temos que conviver diariamente com pessoas desse tipo.
Parabéns pela iniciativa, esses atos devem ser denunciados, diferente do que muitos pensam, eles (os atos) não são normais pois expor alguém a situação vexaminosa é crime.
 
Annie Muzzi em 29/05/2011 05:05:39
Amigos,
orientarei nossos fiscais, e solicitarei o memo empenho à ASSETUR, para que situacões como essa nāo se repitam.
abs,
RUDEL
Dir Pres AGETRAN
 
RUDEL ESPINDOLA TRINDADE JUNIOR em 29/05/2011 04:48:42
GOSTARIA MUITO DE PEDIR DESCULPÁ A 'C' PELO MOTORISTA QUE FEZ ESTA INJUSTIÇA COM ELA , POIS O MESMO NAO PODERIA TER FEITO ISTO ; POIS SOU MOTORISTA DO TRANSPORTES COLETIVO DESTA CIDADE E NA EMPRESA QUE TRABALHO SOMOS ORIENTADOS A NAO FAZER ISTO , QUANDO O USUARIO TEM ALGUMA NECESSIDADE ESPECIAL , DESQUE QUE VC GIRE A CATRACA E NAO PASSE POR ELA JA ESTA REGISTRADO O CREDITO PARA A EMPRESA , VC NAO SO PODE COMO TEM DIREITO DE DESCER PELA PORTA DIANTEIRA .
 
AMBROSINO DIAS PAIAO em 29/05/2011 04:28:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions