A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/08/2014 10:00

Evangélicos e católicos marcham contra o "fim" da família e o aborto

Michel Faustino
Ano passado marcha para jesus reuniu 40 mil pessoas na Capital (foto: Marcos Ermínio)Ano passado "marcha para jesus" reuniu 40 mil pessoas na Capital (foto: Marcos Ermínio)

Esperando um público de cerca de 60 mil pessoas, a comunidade evangélica de Mato Grosso do Sul promove na terça-feira, dia 26, a "Marcha para Jesus". O tema este ano é: Em favor da vida, da família e da liberdade. Já a comunidade católica, junto com outras religiões, promove pela primeira vez no dia 6 de setembro a "Marcha em defesa da vida", com a bandeira da luta contra a legalização do aborto.

De acordo com o pastor Ronaldo Batista Leite, membro da AEVB-MS (Associação Evangélica Brasileira de Mato Grosso do Sul), o tema desse ano foi escolhido para fazer um chamamento à sociedade sobre a constante deturpação na família brasileira. " A família é a célula mãe da sociedade, atualmente a mesma vem sofrendo um processo acelerado de dissolução. Os valores estão sendo invertidos, o certo está errado o errado está certo", disse.

Batista diz que haverá uma mobilização por diversas ruas da cidade onde serão "profetizadas bênçãos pela vida de cada um campo-grandense, cada casamento, relacionamento pais e filhos e chamando a existência de toda a liberdade", completou.

Já o coordenador da "Marcha em defesa da vida - contra a legalização do aborto", Valmir João Cruz, a ação programada para ter inicio as 16h do dia 6 de setembro com concentração a partir das 15h em frente ao Horto Florestal, avenida Fernando Correa da Costa, com trajeto até a praça do Rádio Clube, será um evento de natureza suprapartidária e supra-religiosa com o objetivo de chamar atenção da sociedade quanto à temática do Aborto provocado, buscando a valorização da vida desde a concepção.

Cruz ressalta que frequentemente aparecem movimentos político-partidários pela liberalização do aborto e é preciso que a sociedade se mobilize contra esse fato. “Um bebê, dentro da barriga de sua mãe tem sentimentos e troca isso com quem está do lado de fora, mas ele não tem voz para lutar pela vida dele e isso nós temos. Precisamos defendê-los”, afirma.

Além da caminhada, com cartazes de dizeres a favor da vida, a Marcha terá diversas apresentações culturais e marcará a criação do Comitê Em Defesa da Vida de Mato Grosso do Sul.



Sou católico mas sou a favor da liberdade de escolha, se uma mulher engravida mas não quer ter o filho, acho que ela tem o direito de escolher, os orfanatos e centros de adoção estão pilhados de crianças que nasceram graças a lei da proibição do aborto, não adianta a pessoa ter um filho e larga-lo no mundo, melhor não ter.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 21/08/2014 12:10:23
Pelo que tomei conhecimento através da imprensa, a Dilma já deixou "claro" que é a favor do aborto e uma das primeiras atitudes que tomou ao entrar em sua "sala presidencial" logo que eleita, foi a de retirar o crucifixo da sua parede!...Cada um escolhe o que quer!!
 
Paulenir Nogueira de Barros em 21/08/2014 10:27:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions