A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

30/04/2018 20:02

Evento para trabalhador mistura protesto e festa na Esplanada Ferroviária

A organização espera reunir até 10 mil pessoas durante a festa desta noite (30).

Adriano Fernandes e Liniker Ribeiro
A estimativa inicial da PM (Polícia Militar) é de que 500 pessoas estão no local, até o momento. (Foto: Paulo Francis) A estimativa inicial da PM (Polícia Militar) é de que 500 pessoas estão no local, até o momento. (Foto: Paulo Francis)

Trabalhadores, aos poucos, lotam as ruas da Esplanada Rodoviária em Campo Grande para conferir as atrações do ato “Trabalhador@s na rua”, nesta véspera do dia do trabalhador. Evento simbólico, mas dedicado a quem sabe que mesmo em meios às lutas diárias de seus oficios, há sempre espaço para o lazer.

“Trabalhamos bastante para sobreviver, então hoje é só uma oportunidade de se divertir e até chamar a atenção para as causas que tanto lutamos”, comentou a tanatopraxista, Lizete Cristiane Meireles, 44. Ela e a companheira, que são integrantes do MST (Movimento Sem-Terra), estavam entre os primeiros trabalhadores à chegaram no evento, esta noite (30).

A festa foi marcada para hoje (30), e não o dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, pois atende a uma solicitação da CUT (Central Única dos Trabalhadores), que agendou para o mesmo dia um ato a favor do Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Curitiba (PR), onde o ex-presidente.

“É preciso mostrar o sociedade que temos força, que somos muito alem do que as pessoas pensam. E o evento é uma oportunidade para pessoas também mudarem os seus conceitos. Uma oportunidade para troca de vivências, já que é aberto ao público”, comentou a autônoma Ana Paula Meireles, 30. A estimativa inicial da PM (Polícia Militar) é de que 500 pessoas estão no local, até o momento. Mas a expectativas é reunir cerca de 10 mil pessoas, durante a noite. 

O evento também mostra a capacidade de organização dos sindicatos dos trabalhadores do Estado, como opina Eliane Marques, 41. “Esse evento é muito importante e mostra o quanto os sindicatos são unidos. Além de ser pura diversão. Estou adorando tudo. A festa está muito boa e pretendo ficar até o final”, comentou Eliane que integra a CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil) e veio de Dois Irmãos do Buriti.

Além da Adufms (Associação dos Docentes da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o evento desta segunda-feira (30) é organizado pela CUT-MS (Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul), CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil), UGT (União Geral dos Trabalhadores) e Nova Central, além da Frente Brasil Popular, MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Fetems (Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul) e Cassems (Caixa de Asisstência dos Servidores de Mato Grosso do Sul).

“É um ato que reuni diversos representantes sindicais não só para comemorar o dia do trabalhador, mas, claro, também chamar a atenção para o desemprego que a cada mês bate recordes no país. E isso reflete na econômica, tanto do Estado quanto do pais todo. Essa festa é uma forma de valorizar o trabalhador”, comentou Jaime Teixeira, presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul).

A programação – Já passaram pelo palco do evento, esta noite, grupo Los Divinos e Eco do Pantanal. Mas, dentre as atrações, vão se apresentar ainda os Muchileiros, as duplas João Lucas & Walter Filho, Paulo e Geraldo, Zezinho do Forró, o Teatro Imaginário Maracangalha e a cantora Juci Ibanhez.

1º de maio - Nesta terça-feira, a partir das 14h, está prevista a Festa do Trabalhador organizada pela Força Sindical de Mato Grosso do Sul, que terá o apoio do governo do Estado. O ato acontece na praça do Rádio Clube e terá shows das duplas Munhoz e Mariano e Alex & Yvan, dentre outras atrações ao longo do dia. No evento, haverá o sorteio de um automóvel Hyundai HB20 branco e de duas motocicletas –que foram doados–, entre outros prêmios.

Ao som do Eco do Pantanal, rua vira pista de baile na esplanada. (Foto: Paulo Francis) Ao som do Eco do Pantanal, rua vira pista de baile na esplanada. (Foto: Paulo Francis)
Eco do Pantanal subiu ao palco por volta das 19h. (Foto: Paulo Francis) Eco do Pantanal subiu ao palco por volta das 19h. (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions