ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Ex-policial militar e idosa são presos com 10 kg de cocaína na Capital

Por Antonio Marques | 23/04/2016 08:31
Ex-policial e idosa são presos com mais de 10 quilos de cocaína (Foto: Divulgação/Choque)
Ex-policial e idosa são presos com mais de 10 quilos de cocaína (Foto: Divulgação/Choque)

Duas pessoas foram presas na noite desta sexta-feira (22), sendo uma idosa de 60 anos e um ex-policial militar por envolvimento no tráfico de drogas no Jardim Morenão, saída para São Paulo. Com eles, os homens do Batalhão da Polícia de Choque encontraram 10,8 quilos de cocaína e uma pequena quantidade de maconha.

De acordo com o boletim de ocorrência, a equipe do Choque recebeu uma denúncia anônima com a informação que na Rua Aveiro, nº 23, no Jardim Morenão, funcionava um depósito de cocaína.

Ao realizarem diligência na região, os policiais avistaram um veículo Uno branco que havia deixado à rua informada. Ao ver a polícia, o condutor teria parado o veículo muito rápido, o que atraiu a atenção da equipe.

Ainda de acordo com a ocorrência, ao abordarem o motorista, ele teria se identificado como sendo ex-policial militar Edegar Barba Castedo, 50 anos. No veículo foi encontrada uma mochila preta com cinco tabletes de cocaína, pesando ao todo pouco mais de 5 kg da droga.

Ao ser indagado pelos policiais, Edegar Castedo informou que havia pego a droga na residência de uma senhora Maria Abadia de Oliveira Galdino, 60 anos, na Rua Elvis Presley, próximo ao local da denúncia recebida. No local, a equipe do Choque encontrou mais seis tabletes de cocaína, pesando 5,8 quilos e uma porção de maconha de pouco mais de 21 gramas.

Maria Abadia contou também, à equipe do Choque, que por volta das 19h30min, uma pessoa desceu de uma van clara com a droga e deixou em sua casa. Depois foi embora em um mototaxi. Ela teria admitido saber o conteúdo dos pacotes que lhe foram entregues.

De acordo com o que os policiais reportaram na ocorrência, a idosa contou que guardava a droga a pedido do filho Reinaldo de Oliveira Galdino, que está preso no Presídio de Segurança Máxima, e faz contato com ela constantemente por telefone.

Além da droga, os policiais apreenderam o veículo, quatro celulares e uma quantia em dinheiro não informada. Nos celulares que estavam com o ex-policial, usados possivelmente para a realização da transação, Edegar Castedo teria dito que receberia uma ligação de um desconhecido para levar o entorpecente até a rodoviária. Pelo transporte ele iria receber R$ 1.000,00.

Os dois presos foram encaminhados à Depac Piratininga, onde foram autuados por tráfico de drogas e associação criminosa. A equipe do canil do Choque também realizou buscas com os cães na residência da senhora Maria Abadia, com intuito de encontrar mais drogas, mas nada foi localizado.