ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  08    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Exército vai atuar até o final da vacinação nos drive-thrus da Capital

Serão 20 militares para média de 2,2 mil pessoas imunizadas por dia

Por Tainá Jara | 16/04/2021 18:03
Militar auxilia na vacinação no drive thru do Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Militar auxilia na vacinação no drive thru do Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Aproximadamente 20 militares vão atuar diariamente nas ações de vacinação contra a covid-19, no drive thrus ao longo da campanha, em Campo Grande. Nesta sexta-feira, quando foi retomada a imunização, após quase uma semana de suspensão, o Exército auxiliou no atendimento à população no Parque Ayrton Senna, no Aero Rancho, e no Centro de Convenções Albano Franco, no Carandá Bosque.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) a parceria com o Exército envolverá em cada local aproximadamente 10 militares atuando por dia, entre administrativos, vacinadores e de controle de trânsito.

A princípio eles devem permanecer ao longo da campanha de vacinação contra a covid ou até que haja disponibilidade por parte da instituição.

Considerando as interrupções, desde o dia 18 de janeiro, quando teve início a campanha de vacinação na Capital, uma média de 2,2 mil pessoas são imunizadas por dia. De mais de 2,8 milhões de pessoas, 14,41% recebeu a vacina, em Mato Grosso do Sul.

A vacinação contra covid-19 na Capital foi retomada, depois da paralisação por quase uma semana por falta de insumo. O atendimento será feito aos idosos com 61 anos completos e aplicação da 2ª dose da Coronavac/Sinovac.

A imunização é realizada em 48 unidades de saúde, das 13h às 17h, e nos drives Ayrton Senna e Albano Franco, além do Centro de Vacinação Guanandizão, em horário estendido, das 13h às 22h.

Segundo dados de boletim epidemiológico divulgado hoje (16), Mato Grosso do Sul já acumula mais de 235 mil casos de covid-19, desde o início da pandemia, e o vírus foi responsável pela morte de 5.099 pessoas. A Capital responde por cerca de 40% dos casos. São 90.869 confirmações e 2.199 óbitos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário