A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/03/2012 17:50

Família de homem atropelado pede, mas não acredita em justiça

Elverson Cardozo

“Porque é pobre”, justifica uma tia da vítima. Morte de João Balbueno provocou revolta em familiares

Mãe mostra fotos do filho morto em atropelamento. (Foto: Elverson Cardozo)Mãe mostra fotos do filho morto em atropelamento. (Foto: Elverson Cardozo)
No detalhe, João Balbuena. Homem trabalhava como vendedor ambulante. (Foto: Elverson Cardozo)No detalhe, João Balbuena. Homem trabalhava como vendedor ambulante. (Foto: Elverson Cardozo)

“Irresponsável”. A definição em uma única palavra é para o motorista que atropelou um homem de 52 anos na madrugada deste sábado (3) em Campo Grande. Quem a profere, enfaticamente, é a mãe da vítima, uma senhora de 86 anos que agora, depois de enterrar o filho, só pede justiça. Apesar disso, familiares não acreditam que algo possa ser feito.

João Balbuena morava com a mãe, Ramona Balbuena, em uma casa simples localizada nas proximidades da antiga rodoviária da Capital. Era vendedor ambulante e sempre saia à noite. Na sexta-feira (3) ele saiu, como de costume, por volta das 18h30, mas não voltou com vida.

João foi atropelado por um carro, por volta das 3h, no prolongamento da avenida Ernesto Geisel, na entrada do Parque Linear Presidente Jânio Quadros, no bairro Nossa Senhora da Conceição.

O condutor, segundo a polícia, deixou o local sem prestar socorro. “Nem com cachorro a gente faz isso”, disse a sobrinha Débora Luana Sandes, de 21 anos, que veio de Porto Murtinho para acompanhar o velório do tio.

“De repente se a pessoa desse auxílio, às vezes ele poderia sobreviver”, acrescentou o irmão, Ramão Balbueno, de 44 anos. “Os policiais me ligaram avisando só às 7h da manhã”, contou.

Inconformados e “despedaçados” com a tragédia, familiares pedem justiça, mas não acreditam que algo possa ser feito. “Porque é pobre”, argumentou Severina Aguilera Sandes, 67 anos, tia de João Balbuena.

Imagem mostra local onde aconteceu acidente: (Foto: Marlon Ganassin)Imagem mostra local onde aconteceu acidente: (Foto: Marlon Ganassin)

A mãe, de poucas palavras, conta que o filho era um companheiro e tanto. Como não era casado e nem tinha filhos, resolveu morar com ela. Com o pouco que ganhava, ajudava nas despesas da casa alugada, onde residia há mais de 10 anos.

“Ele [o motorista] tirou o companheiro de uma pessoa idosa com a imprudência e irresponsabilidade dele”, finaliza o irmão da vítima.

João Balbuena, ainda de acordo com familiares, era “festeiro” e “namorador”, mas não era de se envolver em confusão e nem tinha problemas com drogas ou álcool. “Era quieto”.

Antes de atropelar e matar a vítima, o motorista do veículo freou o carro por 16 metros. Segundo boletim de ocorrência registrado no dia do crime, no local do acidente há marcas de frenagem até pouco antes do ponto onde o corpo do homem foi encontrado.

A polícia ainda não tem informações sobre suspeitos. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da região central.

Vítima morava com a mãe em uma casa localizada nas proximidades da rodoviária. (Foto: Elverson Cardozo)Vítima morava com a mãe em uma casa localizada nas proximidades da rodoviária. (Foto: Elverson Cardozo)


Tomara que a justiça seja feita e que deus possa acalmar o coração dessa familia que nesses momentos precisa muito. A justiça da terra é falha mais a de Deus tarda mais não falha.
 
Jaime Cafure em 05/03/2012 10:33:34
E por acaso tem alguém que acredita na justiça no Brasil !!??
 
Angelo Fantin em 05/03/2012 10:32:11
perai gente, justiça?? Não foi a propria que mandou soltar aquele policial que matou e ferio ainda tres pessoas??? DE QUE MUNDO DE JUSTIÇA VOCES TANTO FALAM??? SÓ SE FOR A DE DEUS GENTE, POIS A DO BRASIL JA FOI A MUITO TEMPO. TENHO VERGONHA DE SER BRASILEIRA E INFELIZMENTE FAZER PARTE DESTA "JUSTIÇA".
 
eliane guimaraes em 05/03/2012 09:33:00
Eu sei q a justiça sendo feita n vai trazer meu tio de volta mas pelo menos tirarão d circulação um grandeeeee delinquente destruidor d lares pois ele sim acabou com a minha familia.esse delinquente acabou com a vida da minha avó q ja esta idósa.ele a matou tbm quando atropelou meu tio naquela rua fria e sombria.meu tio querido amamos mto vc cara.vai em paz negão.de seu sobrinho Walter E.Balbuena.
 
Walter Eber Balbuena em 05/03/2012 02:00:45
Verdade tomara mesmo q esse infeliz não tenha tios tias nem mãe nem sobrinhos nem filhos nem nada.pois pra se fazer isso q ele fez não se faz nem com um gatinho e nem com cachorro e nem com animal nennhum.a justiça vai ser feita e eu vou ter o prazer de olhar nos olhos dele e perguntar se ele iria ficar feliz se acontecesse isso com algum familiar dele.duvido se ele iria estar legal tbm.assassinoo
 
Walter Eber Balbuena em 05/03/2012 01:56:39
O povo sabe q o que o cidadão fez esta errado omitiu socorro a uma pessoa boa após atropelá-lo e ficam ai os defendendo ainda.nossa nem com um animal se faz isso gente do ceu.o fato de ele estar nesse horario na rua não significa q ele é má gente.todos tem o direito de ir e vir independente do horario ou da situação.são cidadãos de bem e trabalhadores q pagam seus impostos sem roubar nda d ninguém
 
Walter Eber Balbuena em 05/03/2012 01:51:59
é, tem muita gente aqui que precisa ser investigada pois eles sabem que foi uma irresponsabilidade do condutor do veículo não prestar socorro e ficam ai os defendendo...aff...gente o que tem de policias por ai nas ruas falando colocando faixas do tipo "PEDESTRE, EU CUIDO" e tal cara é inadimissivel que isso tenha acontecido justo com uma pessoa pacata e gente boa que nunca mecheu com a vida alheia
 
Walter Eber Balbuena em 05/03/2012 01:44:40
É triste um conterraneo perder a vida de uma maneira estupida, gostaria de investiga-se o Sr. Marcos da Silva pela sua colocação, dirijo em Campo Grande/MS mais de 25 anos nunca atropelei ninguém mesmo pela madrugada, alias, temos que ter mais atenção. Mais policiais e menos máquinas.
 
GUILHERME ASCURRA FILHO em 05/03/2012 01:18:15
a pessoas a comentarios acima sim é preciso cuidar da sua propria vida a noite sim mas o motorista foi inconsequente meu tio nao teve culpa por atravessar a rua e ser morto sim foi uma fatalidade pense antes de escrever algo blz pois nao é vc que esta sofrendo aposto que se fosse da sua familia vc nao estaria ai falando asneiras pense bem antes de escrever isso foi inadimicivel e esperamos justiça
 
lucas quinhoes em 04/03/2012 10:03:16
Senhor Marcos da Silva. Por seu comentário; ou você foi o atropelador, ou estava no veículo com o infeliz que atropelou e fugiu.
 
francisco ojeda em 04/03/2012 09:36:17
A polícia tem seus meios de encontrar esse tipo de coisa. Se quiserem mesmo, eles encontram. O problema é a falta de pessoal, falta de estrutura e salários baixos. Mas os policiais sao competentes, descobrem cada coisa complicada, duvido se não conseguirão encontar esse assassino, sem escrupulos e sem consciência. Tomara que este safado nao tenha filhos, mãe, tios ou tias.Covarde.
 
Marcelo Carbonraro em 04/03/2012 08:51:55
E senhor Marcos é porque a vitima não é um parente do senhor ou o a pessoa que a mato deve ser proxima ou parente do senhor né e no minimo esse indeliquente estava bebado é drogado.
 
Maycon Soares em 04/03/2012 08:05:21
olha sinto a dor que essa familia sente,pois dia 12 vai fazer um ano que um irresponsavel atropelou e matou minha mae mas ainda acredito na justiça,e vou fazer um convite a essa familia,que dia 18 de março havera uma manifestaçao da fundaçao bruno escobar,para pedirmos justiça nao so pela morte do bruno mas outros crimesna cidade dia 18 as 10 horas em frente a valley pub av afonso pena
 
valeria gutoski em 04/03/2012 07:44:49
Todo bom que é revoltante ver que motoristas aqui não socorrem vitimas de acidentes de transito. Mas... um pedestre, de noite, na pista de uma avenida como o Ernesto Geisel? A 60 km/h é impossível enchergar um pedestre em tempo para parar o carro. Lugar para pedestre, ainda mais de noite, é a calçada. Ou, se não tiver, a ciclovia ou encostamento. É preciso preocupação com a PROPRIA vida também...
 
Marcos da Silva em 04/03/2012 06:54:00
E inadmissível uma pessoa atopelar outra e não prestar socorro,falta de solidariedade e mínimo bom senso.
 
josé. Henrique em 04/03/2012 06:42:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions