ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Fechado ao público, Procon promete melhorar esquema de segurança

Servidores recebem apoio psicológico e órgão busca "resolução de uma série de demandas internas"

Caroline Maldonado | 15/02/2023 11:44
Fachada do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), nesta quarta-feira (15). (Foto: Marcos Maluf)
Fachada do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), nesta quarta-feira (15). (Foto: Marcos Maluf)

Continuam suspensas as audiências de conciliação e atendimento ao público no Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), nesta quarta-feira (15). Essa é a informação passada a quem procura o local.

Na frente do prédio, servidores dão orientações a quem chega. Não foi divulgado quando será retomada a agenda de audiências de conciliação e o atendimento.

No entanto, as atividades internas do órgão foram retomadas hoje (15), dois dias após o homicídio do empresário Antônio Caetano de Carvalho, de 67 anos, baleado pelo policial militar aposentado, José Roberto de Souza, de 53 anos.

A Sead (Secretaria de Assistência Social e dos Direitos Humanos) informou que “a rotina de trabalho no Procon-MS retornou nesta quarta-feira (15), priorizando procedimentos administrativos internos”.

Atendimentos à população, que porventura forem remarcados, serão feitos sem prejuízo aos cidadãos, conforme a secretaria.

"Preocupada com o bem-estar dos servidores, a Sead disponibilizou respaldo psicológico e já iniciou tratativas para resolução de uma série de demandas internas do órgão, com intuito de melhorar as condições de trabalho e a segurança no local", diz a nota da secretaria.

A Sead informou ainda que os serviços on-line, por meio do site do Procon, não foram interrompidos.

Na segunda-feira (13), a secretária Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Patrícia Cozzolino, informou que o esquema de segurança na sede do Procon será revisto.

Nos siga no Google Notícias