A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/10/2016 14:59

Fiscal ‘bisbilhoteiro’ preso em escola das Moreninhas deixa PF em silêncio

Flagrante aconteceu no fim da manhã; homem foi ouvido e liberado

Anahi Zurutuza e Chrisiane Reis
Escola onde fiscal foi detido por suspeita de boca de urna (Foto: Alcides Neto)Escola onde fiscal foi detido por suspeita de boca de urna (Foto: Alcides Neto)

O homem, não identificado e que seria fiscal partidário da coligação Nossa Força é a Nossa Gente, encabeçada por Alcides Bernal(PP), preso no fim da manhã deste domingo (2) já foi liberado. Há pouco ele deixou a sede da Superintendência da Polícia Federal em Campo Grande, em silêncio.

O investigação aberta contra o homem seria pelo crime de boca de urna. A PF (Polícia Federal) não deu detalhes sobre como o caso foi enquadrado, mas conforme balanço divulgado no início da tarde, nas primeiras seis horas de votação, duas pessoas foram detidas.

Um eleitor foi preso porque fez uma selfie enquanto votava e a assessoria de imprensa da PF classificou o outro caso como boca de urna.

 

O caso – O primeiro flagrante foi Escola Estadual Professora Célia Maria Naglis, nas Moreninhas – no sul de Campo Grande. Segundo informações apuradas no local, o fiscal teria se negado a permanecer dentro da seção eleitoral, procedimento necessário nestes casos, e permaneceu do lado de fora conferindo os títulos dos eleitores.

Ele teria ignorado tentativas feitas pela chefia da seção para que permanecesse dentro do local. Também insistiu em continuar fazendo esta espécie de ‘checagem’ dos títulos, prática que é proibida.

O presidente da seção disse que a Justiça Eleitoral foi acionada e, em seguida, a polícia foi chamada. O homem foi encaminhado à Polícia Federal.

A assessoria de imprensa de Bernal ainda não se manifestou sobre a situação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions