A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/05/2014 08:27

Fogo destrói carro com 16 parcelas a serem pagas; 4º caso em 10 dias

Graziela Rezende
Bombeiros utilizaram mil litros de água para apagar o fogo. Foto: Marcos ErmínioBombeiros utilizaram mil litros de água para apagar o fogo. Foto: Marcos Ermínio

Ao escutar um estrondo, a uma quadra do seu serviço, o assistente administrativo Thiago Lima, 30 anos, constatou que o seu veículo Gol estava pegando fogo, na manhã desta sexta-feira (2), na rua João Akamine, Bairro Santa Fé, em Campo Grande. É o quarto caso em 10 dias. 

Ele estacionou imediatamente e contou com a ajuda de outros três motoristas, no entanto, ninguém conseguiu conter as chamas com os extintores. “Foi uma explosão, na bateria eu acredito. E minha preocupação foi rapidamente apagar o fogo, porque o tanque estava cheio e fiquei com medo de atingir moradores ou alguma casa da região”, afirma Lima.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou o fogo com mil litros de água. “Ainda tenho mais de um ano de prestações para quitar o carro, é uma tristeza enorme. E ainda não possuía seguro. Agora não tem mais o que fazer, apenas chamar o guincho”, lamenta Lima.

Outros carros – Há uma semana, o Corpo de Bombeiros também atenderam uma ocorrência semelhante no bairro Carandá Bosque. Na ocasião, uma VW Kombi pegava fogo na rua Neli Marques, próximo a rotatória da avenida Mato Grosso com a Via Parque. Ele estava em chamas e sem o último vidro direito. Não houve nenhuma vítima.

Já no dia 20 de abril, um Ford Escort teve uma pane na parte elétrica, no cruzamento das ruas 25 de Dezembro com a avenida Afonso Pena. A estudante Glaucia Cristina, 21 anos, que conduzia o veículo, havia deixado seu marido na avenida, feito o retorno e estacionado na 25 de Dezembro, em frente ao Sesc.

Logo quando desceu do carro com seu filho, funcionários do Sesc perceberam um princípio de incêndio e rapidamente começaram a apagar o fogo do automóvel utilizando extintores. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, o incêndio já havia sido controlado. Os bombeiros apenas desligaram a bateria do veículo.

No dia 29 do mês passado, uma Caravan foi destruída pelo fogo no cruzamento das ruas Filomena Segundo Nascimento e Marquês de Olinda, no Bairro Universitário, na saída para São Paulo. O veículo não tinha extintor e foi totalmente destruído.

 

Chamas atingiram parte dianteira do veículo. Foto: Marcos ErmínioChamas atingiram parte dianteira do veículo. Foto: Marcos Ermínio
Motoristas tentaram ajudar com extintores. Foto: Marcos ErmínioMotoristas tentaram ajudar com extintores. Foto: Marcos Ermínio
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Puxa vida, lamentável. Carro novinho e acontece isso. Sinto pena do rapaz. :(

Com tantos veículos pegando fogo nas últimas semanas, até parece epidemia!
 
Michael F. de Godoy em 02/05/2014 15:30:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions