A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/03/2012 16:39

"Foi alguém que queria fazer maldade", diz homem sobre água sanitária no olho

Nadyenka Castro e Mariana Lopes

Sebastião Reinozo Rodrigues, 53 anos, não acredita que enteada tenha trocado os líquidos

Sebastião mostra a caixa do frasco do colírio. Em vez do medicamento, água sanitária. (Foto: Simão Nogueira)Sebastião mostra a caixa do frasco do colírio. Em vez do medicamento, água sanitária. (Foto: Simão Nogueira)

“Foi alguém que queria fazer maldade”, fala Sebastião Reinozo Rodrigues, 53 anos, sobre o fato de terem colocado água sanitária nos olhos dele, na noite dessa segunda-feira, em Campo Grande.

Ele teve paralisia infantil, acidente vascular cerebral, é aposentado e mora em uma casa simples no Jardim Campo Belo. Sebastião anda com dificuldades e durante 18 anos foi casado com a mãe da mulher apontada como responsável por colocar água sanitária no frasco de colírio e ‘pingar’ nos olhos dele.

Há um mês ele está separado de Eva Rodrigues Silva, mãe da Valéria da Silva de Souza, 28 anos. Testemunhas disseram à Polícia Militar que as duas são responsáveis por maus-tratos ao aposentado, que nega qualquer violência por parte de ambas.

Sobre o episódio da noite dessa segunda-feira, Sebastião conta que tem glaucoma e por isso precisa do colírio diariamente. Ontem, Valéria foi visitá-lo, pingou o colírio e foi embora em seguida. Logo depois, os olhos do aposentado começaram a arder e coçar, sendo verificado que no frasco havia água sanitária.

Para Sebastião, a água sanitária foi colocado no frasco por outra pessoa. “Foi alguém que queria fazer maldade. Mas não sei quem”, afirma.

O pedreiro Luís Bastos de Melo, 50 anos, é de Santa Catarina e mora há poucos meses em Campo Grande com a irmã. Conheceu Sebastião e há um mês convive diariamente com o aposentado.

Luís afirma que passou a cuidar de Sebastião porque muita gente o maltrata, inclusive Eva e Valéria e acredita que tenha sido um amigo do aposentado quem trocou os líquidos do frasco do colírio.

O pedreiro diz ainda que nunca viu Valéria e Eva agredir Sebastião, mas, que um dia ele estava machucado, porém ele não disse quem foram os responsáveis. Luís Bastos falou ainda que já evitou agressões por parte das duas no amigo. Ele declarou que quando as duas ingerem bebidas alcoólicas ficam agressivas.

Sebastião foi encaminhado à Santa Casa e já recebeu alta. Valéria foi encaminhada à Polícia Civil, liberada e irá responder por lesão corporal dolosa e perigo para a vida ou saúde de outrem.

Mulher coloca água sanitária nos olhos do padrasto e diz que é colírio
Caso foi registrado como lesão corporal dolosa e perigo para a vida ou saúde de outremUma mulher de 28 anos colocou água sanitária nos olhos do padr...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions