A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/02/2015 10:09

Foragido da Gameleira foi morto com golpe na nuca quando abaixou para pegar boné

Liana Feitosa e Renan Nucci
Crime aconteceu por volta das 23h deste sábado (7). (Foto: Marcelo Calazans)Crime aconteceu por volta das 23h deste sábado (7). (Foto: Marcelo Calazans)

Foragido da Gameleira morto no fim da noite deste sábado (7), com 19 facadas, foi atingido quando abaixou para pegar o boné que havia caído no chão, no momento em que se preparava para deixar o Bar da Dona Rosa, no bairro Almeida Lima, em Campo Grande.

Segundo a proprietária do estabelecimento, por volta de 22h40 deste sábado, o grupo de cinco pessoas, três homens e duas mulheres - sendo mãe e filha, eram os últimos clientes do local. Mesas e cadeiras já haviam sido recolhidas e o grupo se preparava para ir embora quando o boné da vítima caiu no chão.

Quando Daniel Augusto Matines de Almeida, de 27 anos, abaixou para pegá-lo, foi atingido por um dos três homens que estavam no mesmo grupo que ele. A dona do bar, Rosameiry da Silva de Souza, contou ao Campo Grande News que Daniel foi atingido, primeiramente, por um golpe de faca na nuca.

Ao receber o primeiro golpe, caiu da cadeira. Apavorada com a situação, Rosameiry começou a gritar, quando foi ameaçada por Tânia, uma das mulheres do grupo, que a mandou calar a boca porque "não sabia com quem estava lidando".

Contradições - Segundo o boletim de ocorrência, Tânia falou com a polícia, mas sua versão não ficou clara, porque foi mudada muitas vezes. Além disso, ela não deixou que a filha desse sua versão do episódio. No entanto, testemunhas apontam que os envolvidos no homicídio são parentes de Tânia e, inclusive, que o autor das facadas é filho de Tânia.

Todos os homens envolvidos no crime são evadidos da Justiça, até mesmo Daniel. A vítima estava foragida do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions