A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/07/2012 12:15

"Foram os 20 minutos mais longos da minha vida", diz vítima de assaltantes

Francisco Júnior e Mariana Lopes
Luan mostra como carro ficou após assalto. (Foto: Rodrigo Panizato)Luan mostra como carro ficou após assalto. (Foto: Rodrigo Panizato)
Grupo que sequestrou vítima na apresentação para a imprensa na delegacia. (Foto: Rodrigo Panizato)Grupo que sequestrou vítima na apresentação para a imprensa na delegacia. (Foto: Rodrigo Panizato)

O rapaz de 22 anos que foi sequestrado na noite de ontem (2), na Vila Planalto, em Campo Grande, relatou momentos de pânico vividos enquanto esteve em poder dos bandidos. O estudante de Educação Física Luan dos Santos disse que ficou com medo de morrer e só pensava na namorada e no filho.

Ele conta que ficou por cerca de 20 minutos com os bandidos, mas que pareceu uma eternidade. "Foram os 20 minutos mais longos da minha vida", define.

O estudante relatou que tinha acabado de chegar na casa da namorada quando foi rendido pelos bandidos. Eles pediram R$ 10 mil.

Segundo o estudante, ele teve que orientar os assaltantes pelas ruas da cidade à procura de uma agência para fazer o saque da quantia que tinha disponível em conta, bem menor que o valor pedido pelos homens. Os bandidos disseram que estavam há pouco dias em Campo Grande.

Eles deixaram a Vila Planalto utilizando o veículo da vítima, um Honda City, e seguiram para a avenida Calógeras. Conforme Luan, havia uma viatura da Polícia Militar fazendo rondas na região e por conta disso os bandidos acharam que ele havia tomado esse caminho para que eles fossem presos. Diante dessa suspeita, passaram agredir o estudante com socos.

Para não ser pegos, os bandidos saíram do local e seguiram para a rua Sete de Setembro, depois entraram na Rui Barbosa, parando quase na esquina da Afonso Pena, onde há uma agência bancária.

Neste momento, um dos bandidos pediu que a vítima digitasse no celular a senha da conta. O assaltante que estava na direção desligou o carro e destravou as portas, segundo a vítima. Luan contou que aproveitou o descuido e saiu correndo de dentro do veículo e pediu socorro em uma drogaria. “Foi instinto de sobrevivência”, disse. A dupla fugiu levando o Honda City.

A Polícia foi acionada e passou a fazer rondas à procura dos assaltantes. Na região da Duque de Caxias, os policiais encontraram o veículo, próximo ao supermercado Atacadão. Três homens estavam trocando o pneu do carro, e os PMs prenderam Bruno Carlos Faria, 19 anos, Alex Pereira Alaman, 30 anos, e Carlos Henrique de Oliveira Arguelho, 32 anos.

Alexandre da Silva Ferreira, 20 anos, que junto com Bruno sequestrou a vítima, conseguiu fugir e foi preso por policiais do Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) quando chegava de mototáxi na casa de Alex, no bairro Vida Nova 3. No local foi preso também Paulo Henrique Eduardo Fernandes, 21 anos, acusado de receptação.

A arma utilizada no assalto foi apreendida na casa. No momento da abordagem, Alex passou mal e teve que ser encaminhado para a Santa Casa. Ele permanece internado no hospital, respirando com ajuda de aparelhos. Os demais estão detidos na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. Eles serão transferidos para a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

Bruno disse que conheceu Alexandre em Manaus (AM) e que chegaram a Campo Grande há cinco dias. Eles estão hospedados na casa de um amigo, conhecido como Alemão.

O assaltante disse que não planejou o sequestro. Ele contou que estava tomando cerveja junto com Alexandre em um bar na Vila Planalto. “A gente viu o carro dele passando e chamou nossa atenção”, afirmou.

Alex foi indiciado por receptação; Paulo por formação de quadrilha e porte de arma; Bruno e Alexandre por formação de quadrilha e roubo qualificado com curso de pessoa e uso de arma.

Presos envolvidos em sequestro relâmpago de jovem na Vila Planalto
Três homens e um adolescente de 17 anos foram capturados na noite de ontem por estar envolvidos no sequestro relâmpago de um rapaz de 22 anos ocorrid...
Rapaz de 22 anos é vítima de sequestro relâmpago em Campo Grande
Um rapaz de 22 anos foi vítima de sequestro relâmpago por volta das 20 horas de ontem, na Vila Planalto, em Campo Grande. De acordo com o boletim de ...
Homem tem picape roubada em conveniência no Bairro Universitário
Homem de 27 anos teve a picape roubada em uma conveniência, por volta das 23h de ontem (14), na Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário, região su...
Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...


Parabéns à policia que prendeu esse bando de safados... Eles devem ficar na jaula sem cobertor... Tomara que os defensores dos direitos humanos dos bandidos não mandem solta-los...
 
josé rodrigues em 03/07/2012 11:10:36
Gente eu estava la na Rui Barbosa bem na hora q ele, conseguiu fugir e confesso q fiquei apavorada quando ele saiu gritando por socorro.
 
Jessica Portilho em 03/07/2012 09:31:04
Não é questão de ponto de vista, é a triste realidade. Quem já viveu em São Paulo e Recife sabe do que estou falando. Quer ter conforto? Boa sorte...Não é culpa minha. A culpa é de quem vende o voto e coloca os corruptos que desviam o dinheiro da Educação, Saúde e Segurança. Você pode discordar dessa realidade, mas ela não vai deixar de existir por causa disso. Não culpe a janela pela paisagem...
 
Filipe Alberto em 03/07/2012 08:43:42
Será que um dia as pessoas vão poder ter a liberdade de usufruir do que conquistou com trabalho e suor, será que um um dia os nossos deputados vão mudar a lei brasileira, tornar mais rigidas para esses desocupados que só quer as coisas facil, tirar quem batalha para conquistar, quem sabe um dia
 
silvia Mota em 03/07/2012 08:15:08
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ...... Dançaram, os manés vieram lá da conchinchina para serem presos pela nossa competente Policia...qualquer uma delas a Militar, Civil ou Federal , bobeou dançou...vagabundo não tem vez aqui em cpo gde ou no MS.
 
Humberto Tadeu em 03/07/2012 08:11:26
A Polícia Militar mais uma vez fez seu trabalho e o mesmo deve ser reconhecido. Parabéns a Policia Militar que foi atras e conseguiu prender esses sujeitos.
 
Anderson Vicente em 03/07/2012 06:31:00
Amigo, a gente trabalha para ter conforto. Carro bom, celular bom, roupa de marca, bolsas grandes, casa bacana e bem decorada, são resultados do trabalho diário de cada cidadão e anos de estudos. Nao sou de família rica, mas trabalhei para me dar o minimo de conforto. O que tem que melhorar e a SEGURANÇA, n o padrão de vida que nos temos, por causa de gente querendo dinheiro fácil.
 
Tatiane Gomes em 03/07/2012 05:36:00
Então no ponto de vista do Filipe, tem que andar muito humildemente?
Pagamos impostos, temos que ter segurança.
 
Julio Martini em 03/07/2012 04:20:00
Filipe, até entendo seu ponto de vista, mas poxa vida, não pode mais ter um carro bonito? Não pode ter o celular que quer e usar livremente? Nem é nem questão de "mostrar o que tem", é o simples direito de usufruir do que quiser. Nossas vidas agora são alteradas em razão de bandidos, não existe mais a liberdade de passear em uma pracinha sem medo. Que coisa absurda, estão roubando as nossas vidas.
 
Janaina Freitas em 03/07/2012 03:24:39
Na infeliz atualidade, ser o mais discreto possível é a receita para se viver em paz. Porém, em Campo Grande ocorre o contrário. São carrões pra todo lado, super motos, celulares de 2 mil reais, tablets, roupas e tênis caros, mulheres com bolsas gigantes pelas calçadas etc...Basta uma voltinha pra elencar futuras vítimas. ACORDEM! Vocês vão ficar sem, mostrando "o que tem"...
 
Filipe Alberto em 03/07/2012 01:09:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions