A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/08/2011 18:49

Galho gigante cai sobre casa, tranca moradora e deixa bairro sem energia

Nadyenka Castro e Ana Paula Carvalho

Vizinhos querem retirar árvore

Galho ficou atravessado na via e atingiu casa, carro e fios de transmissão de energia elétrica. (Foto: João Garrigó)Galho ficou atravessado na via e atingiu casa, carro e fios de transmissão de energia elétrica. (Foto: João Garrigó)

Há aproximadamente 15 anos dando ‘problemas’ à vizinhança, uma seringueira gigante foi na tarde desta terça-feira mais uma vez alvo de reclamações de moradores do Jardim Petrópolis, em Campo Grande.

Um galho enorme da árvore que é tombada como patrimônio público caiu sobre uma casa por volta das 16 horas. A moradora, Vandelice Cesar Albuquerque, 54 anos, só pode sair de casa por volta das 17h30min. Várias residências estão sem energia elétrica.

Por telefone ela contou à equipe do Campo Grande News, que estava em frente à residência, que assistia televisão quando ouviu o barulho. “Estava assistindo novela quando ouvi barulho. Não consegui sair de casa. Meus vizinhos viram e chamaram o Corpo de Bombeiros”, disse.

A árvore fica no canteiro central da avenida Murilo Rolim Júnior e o galho caiu no sentido bairro/centro, interrompendo o tráfego na via. A grade e as tellhas da residência foram danificadas, assim como a Van que estava na garagem.

O galho também atingiu fios de transmissão de energia elétrica. Com isso, de 200 a 300 residências ficaram ‘no escuro’ e a previsão que a situação seja restabelecida até por volta das 20 horas. O circuito responsável pelo bairro queimou.

Reclamações - Moradores contam que o galho está com cupim e já tinham alertado a Prefeitura sobre a situação e que a poda não era permitida por ser tombada como patrimônio histórico. Segundo eles, a árvore traz ‘dor de cabeça’ há muito tempo.

Há mais de 20 anos morando no bairro, o representante comercial Luís Fernando Rocha, 45 anos, lembra que há cerca de 15 anos, um raio caiu sobre a árvore, matou duas pessoas e deixou outra ferida, a qual ficou com sequelas.

Galho caiu sobre residência e causou vários prejuízos aos moradores. (Foto: João Garrigó)Galho caiu sobre residência e causou vários prejuízos aos moradores. (Foto: João Garrigó)
No chão da casa de Thays, danos causados pelas raizes. (Foto: João Garrigó)No chão da casa de Thays, danos causados pelas raizes. (Foto: João Garrigó)

A funcionária pública Thays Souza Rezende, 26 anos, e o pai Valter Rezende, 47 anos, aposentado, colecionam histórias ruins por causa da árvore. Segundo eles, sempre que chove forte os galhos batem nos fios de transmissão de energia elétrica, os quais se chocam e pegam fogo.

Por causa disso, vários eletrodomésticos e eletrônicos da residência deles já queimaram. “Já estou no segundo computador”, afirma Thays. Valter lembra que alguns dias atrás, após uma ventania, funcionários da Enersul foram acionados e tiveram que ligar para a chefia, esta para prefeitura e só então puderam fazer a poda.

Eles também estão com problema na estrutura do imóvel devido as raízes da planta. Há rachaduras no quintal.

Morador da rua Tulipas, em uma casa há poucos metros da avenida, Evantuir Garcia Gonçalves, 63 anos, também indigna-se. Uma raiz da seringueira chegou ao quintal da casa dele e até já há ‘um brotinho’. “Moro há 43 anos aqui. Quando cheguei a árvore era bem pequena”, lembra.

Todos os moradores reclamam da sujeira provocada pelas folhas e que os galhos cobrem as lâmpadas da iluminação pública.



Sou morador de Florianópolis e estou preocupado com as Falsas Seringueiras que foram plantadas na nossa principal praça, a XV de Novembro. Foram plantadas umas quatro (4) ou mais falsas seringueiras e como nós não temos uma FLORAN (Fundação Municipal do Meio Ambiente) eficiente, entendo que estamos perdendo o controle sobre as mesmas. Estas árvores ou monstrengos estão descaracterizando nossa praça e sufocando o antigo pinheiro que iluminado pelo corpo de bombeiros, servia, na época do natal, de símbolo para os florianopolitanos. Também temos outras na Praça Olívio Amorim. Já nessa praça elas estão sufocando as árvores nativas e mexendo com toda a estrutura das calçadas. Já na frente da maternidade Carmela Dutra está mexendo e bloqueando a calçada. O QUE FAZER?
 
lody nunes em 27/01/2014 21:14:01
Sou morador do bairro a muitos anos, e moro na mesma avenida desta arvore, que causa muitos transtornos para a vizinhança. Gostariamos que os responsáveis se prontifica-se a tomar providências em relação ao assunto.
Para que não continue ocorrendo os mesmos transtornos.
 
Kyev Lucas H. Rosa em 03/08/2011 12:52:30
Prefeitura e Enersul tem que parar com o jogo de empurra-empurra, rever os parametros sobre arvores nas calçadas em Campo Grande.
Meu vizinho tem na frente da casa dele uma "sete-copas" que os galhos batem nos fios quando há ventania e chuva. Quando solicitei aos dois orgãos a poda do galho, demoraram três anos, e quando vieram derrubaram o galho no meu quintal quando estava trabalhando, quebraram plantas dentro do quintal e deixaram uma sujeira absurda.
 
Antônio Marcos Alencar em 03/08/2011 11:34:41
Só acho que existem diversas formas de se evitar prejuízos de uma árvore sem ter que retirá-la...
 
Anally Mattos em 03/08/2011 10:41:20
EU MORO HÁ POUCOS METROS DESSA ARVORE E REALMENTE É SÓ PROBLEMAS COM A SUJEIRA,OS GALHOS MUITO GRANDE ATRAPALHÃO OS MOTORISTAS SEM CONTAR NOS MALANDROS QUE FICÃO ESCONDIDOS FUMANDO MACONHA DE MADRUGADA NÉ ..Ñ PRECISA TOMBAR MAS UMA BOA PODA DIMINUIRIA O PROBLEMA....
 
PATRICIA FERREIRA em 03/08/2011 10:19:57
Para acionar a prefeitura só judicialmente, tenho um problema parecido e estou tentando que a prefeitura faça a poda a pelo menos 5 anos. Não sei como uma espécie exótica conhecida como "falsa seringueira" pois na verdade é uma figueira originária da ásia pode ser tombada como patrimônio equanto muitas espécies nativas, como jatobás, etc são derrubadas sem qualquer critério.
 
Marco Stuani de CG em 03/08/2011 07:33:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions