ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 12º

Capital

Golpistas fraudam documentos e deixam idoso com dívida bancária de R$ 23,5 mil

Empresa disse que conta havia sido aberta e valor cobrado era de saques do cheque especial e compras

Por Clayton Neves | 14/06/2022 15:06
Caso foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. (Foto: Arquivo)
Caso foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. (Foto: Arquivo)

Sem nunca ter ido à agência bancária no Bairro Moreninhas, nem mesmo solicitado qualquer serviço, homem de 60 anos descobriu que devia mais de R$ 23 mil em transações. O caso, registrado como estelionato, está sob investigação da Polícia Civil.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, na manhã de ontem (13) a vítima recebeu ligação do setor de cobrança do Banco do Brasil. Na ligação, atendente questionava o pagamento de R$ 23.544,95 de compras no cartão de crédito e saques do cheque especial.

Como nunca teve nenhum vínculo com o banco, o idoso decidiu ir até uma agência, onde foi informado sobre uma conta aberta em seu nome, pela qual foram feitas diversas transações.

Nos contratos com a agência, telefone e endereço informações são desconhecidos pela vítima e o documento de identidade tinha fotografia alterada.

O caso foi registrado na 5º Delegacia de Polícia Civil da cidade e está sendo investigado.

Nos siga no Google Notícias