ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Governador assina repasse de R$ 25 milhões para nova Feira Central sair do papel

Ao todo, serão investidos R$ 40,6 milhões na reforma, outros R$ 16 milhões são repasses da bancada federal

Jhefferson Gamarra e Lúcia Morel | 28/12/2022 20:23
Governador Reinaldo Azambuja durante assinatura do repasse para as obras (Foto: Alex Machado)
Governador Reinaldo Azambuja durante assinatura do repasse para as obras (Foto: Alex Machado)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou nesta quarta-feira (28) a autorização para o repasse de R$ 25 milhões dos cofres estaduais para tirar do papel a tão sonhada reforma da Feira Central, um dos principais pontos turísticos de Campo Grande.

A reforma, esperada há mais de 5 anos, custará R$ 40,6 milhões. Além do recurso estadual, a bancada federal de Mato Grosso do Sul disponibilizou R$ 16 milhões para o projeto através de emendas parlamentares.

Governador recebendo homenagem dos trabalhadores da Feira Central (Foto: Alex Machado)
Governador recebendo homenagem dos trabalhadores da Feira Central (Foto: Alex Machado)

“É um projeto arquitetônico muito bonito. Muito parecido com o mercado central de Barcelona, uma arquitetura arrojada e muito bonita. Vai criar um novo espaço e ampliar o estacionamento. Além de atrair turistas, vai se criar uma opção muito melhor de receptividade. Os funcionários também vão ter condições de trabalhar muito melhor. Sem dúvida vai ser muito aproveitado pelos feirantes e muito visitado pelos que vem à feira”, frisou Reinaldo Azambuja.

A prefeita Adriane Lopes fez questão de destacar a parceria do Governo do Estado com a Capital para realizar e tirar a obra do papel. "Um presente e um legado para a cidade. Esta obra vai gerar desenvolvimento da economia e será um resgate da história", agradeceu.

Alvira Appel, presidente da Afecetur (Associação da Feira Central, Cultural e Turística de Campo Grande) (Foto: Alex Machado)
Alvira Appel, presidente da Afecetur (Associação da Feira Central, Cultural e Turística de Campo Grande) (Foto: Alex Machado)

A área será toda coberta, com amplo espaço de estacionamento e terá ainda a criação de um centro para o desenvolvimento de Campo Grande e de atrações turísticas. "Queremos ser amados, com empreendimentos saudáveis e desenvolvimento econômico. Há muitos anos a Feira Central sentiu a necessidade de evoluir para não perder", comemorou Alvira Appel, presidente da Afecetur (Associação da Feira Central, Cultural e Turística de Campo Grande).

A transformação do empreendimento deve começar no primeiro semestre de 2023, em meados do mês de abril, quando a “feirona” completa 98 anos. A conclusão está prevista para o centenário do ponto turístico, ou seja, dois anos.

A obra de revitalização da Feira Central propõe uma estrutura de dois pavimentos, com mais de 5 mil metros quadrados de área construída, em um projeto que vai dispor de um espaço arquitetônico moderno e funcional para apresentar os diferentes atrativos do local, entre compras, lazer e culinária.

O projeto foi idealizado pela própria Associação da Feira Central. A obra será levantada onde hoje está o estacionamento, que será remanejado para a área da frente. Haverá espaços adequados seguindo as normas sanitárias, tendo condições de atender os clientes de forma mais confortável e segura.

Confira na galeria parte do projeto arquitetônico apresentado: 

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias