A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

29/09/2015 09:00

Governo vai investir R$ 15,3 milhões na duplicação de 4,5 km de avenida

Ricardo Campos Jr.
Em pontos estreitos, duplicação será feita na medida do possível, segundo governo (Foto: Fernando Antunes)Em pontos estreitos, duplicação será feita na medida do possível, segundo governo (Foto: Fernando Antunes)

O Governo Estadual abre na quarta-feira (30) as propostas das empresas interessadas nos dois lotes de revitalização e duplicação da Avenida Euler de Azevedo, em Campo Grande. Ao todo serão investidos R$ 15,3 milhões nas obras, que abrangem o trecho entre o Detran e o cruzamento com a Avenida Presidente Vargas.

Questionada se é realmente possível abrir uma nova pista em alguns trechos mais estreitos da via, a Seinfra (Secretaria Estadual de Infraestrutura) informou que não pretende desapropriar nenhum imóvel e que irá trabalhar dentro do que for possível.

As intervenções incluem recapeamento, sinalização, iluminação e até mesmo a implantação de ciclovias.

O primeiro lote compreende a parte da avenida localizada em via urbana, contendo 2,5 quilômetros e contando com R$ 8,9 milhões em recursos. A segunda parte, considerada rural, é a que passa em frente ao Departamento de Trânsito, com trecho de dois quilômetros e investimento de R$ 6,4 milhões.

Para o seleiro Evanildo Correa, 48 anos, o importante mesmo é que as obras sejam feitas em etapas, sem interditar totalmente a via. Caso contrário, os comerciantes da região seriam prejudicados pela falta de movimento. “Se fizer um pedaço e seguir com o transito normal é melhor”, afirma.

Fabiano considera o tráfego de veículos intenso, principalmente caminhões (Foto: Fernando Antunes)Fabiano considera o tráfego de veículos intenso, principalmente caminhões (Foto: Fernando Antunes)

Ele considera a falta de sinalização um dos pontos mais críticos da Euler de Azevedo, tendo em vista que muitos motoristas trafegam em alta velocidade.

O auxiliar de manutenção Fabiano Alves, 30 anos, considera o tráfego na via intenso, principalmente de veículos pesados. “Tem muitos buracos”, comenta.

“Faltam calçadas e uns quebra-molas, pois o trânsito já está meio violento aqui”, opina o operador de máquinas Leadnro Devecchi.

Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Senhor Governador Reinaldo "Puccinelli", parabéns!
Obras e mais obras... e a segurança?

 
TOYOSHI SATO em 29/09/2015 11:19:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions