A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/06/2012 10:45

Grupo é preso por envolvimento com armas e drogas no Jardim Anache

Luciana Brazil
Grupo é detido e levado para Depac do centro. (Foto:Simão Nogueira)Grupo é detido e levado para Depac do centro. (Foto:Simão Nogueira)

Seis pessoas foram detidas, sendo um delas um adolescente de 17 anos, na madrugada de hoje, com dois revólveres calibre 32 e 38, e uma espingarda de pressão calibre 4.5, no Jardim Anache, em Campo Grande. A prisão aconteceu depois de uma denúncia feita em uma ocorrência de violência doméstica.

Há suspeitas de que as armas sejam do grupo PCA (Primiero Comando do Anache).

A briga aconteceu entre o casal Everton de Araujo, 25 anos, e Luciene Justiniano, 22 anos. Durante a ocorrência, Everton disse aos militares que seu sogro, Romário Paes Cardoso, 56 anos, guardava uma arma em casa.

Os policiais foram até a residência de Romário e apreenderam um revólver Columbia, calibre 38, sem munição. Ao retornarem ao local da violência doméstica, uma nova denúncia foi feita envolvendo o cunhado de Everton. Segundo ele, Valdeir Justiniano Cardoso, 19 anos, poderia ser o autor de disparos feitos momentos antes.

Os policiais foram até a casa de Valdeir, lá o suspeito atendeu a porta da residência com certa quantia de cocaína na mão. Segundo os militares, Valdeir achou que se tratava de clientes. Ao entrarem na casa, os policiais também encontraram Cristiane Marques dos Santos, 19 anos, que escondia um pote com cocaína sob a roupa.

Um revólver Taurus, calibre 32, sem munição e com dois cartuchos deflagrados também foram encontrados. Os policiais localizaram um celular com várias fotos de armas que os levaram a mais três pessoas.

Segundo Valdeir, as armas que estavam na foto eram de Thalison Gonçalves dos Santos, 19 anos.

Na casa dele, os policiais encontraram Michael Gonçalves dos Santos, 20 anos e um adolescente de 17 anos. Os três estavam dormindo. E segundo a PM, o adolescente afirmou que as armas eram dele.

Everton e os seis envolvidos, foram levados para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do centro. Cristiane e Valdeir podem ser indiciados por tráfico de drogas e Romário e Valdeir por posse de arma. Os outros quatro irão prestar esclarecimento sobre as armas.

Everton prestou esclarecimento pela ocorrência de violência doméstica e foi liberado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions