A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/01/2013 07:20

Guarda municipal espanca filho e é detido no bairro Vida Nova

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Garoto ficou com marcas roxas pelo corpo. Garoto ficou com marcas roxas pelo corpo.

Um guarda municipal foi detido suspeito de maus-tratos contra o filho de 10 anos nesta terça-feira (22), no jardim Vida Nova, em Campo Grande.

De acordo com a Polícia, o filho estava na casa do pai, que é separado da mãe dele, quando um colega foi até o local e disse que garoto havia roubado uma bola de tênis de sua residência.

Diante da situação, o pai agrediu a criança com chineladas, mesmo o garoto relatando que não havia pegado a bola.

Devido às agressões, o menino ficou com marcas roxas pelo corpo. A mãe da vítima acionou a Polícia denunciando o ex-marido pelo espancamento.

Em depoimento na delegacia, a mãe relatou que a criança já tinha chegado outras vezes com marcas de agressões após passar dias na casa do pai.

O guarda confessou que bateu no filho e justificou dizendo que foi criado dessa maneira.

Para o delegado Camilo Kettenhuber Cavalheiro, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, o pai extrapolou nos meios de correção.

O pai não foi preso, mas teve que acionar um TCO (Termo Circunstancial de Ocorrência). A criança foi encaminhada ao IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) para fazer exame de corpo de delito.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Esta certo que as vezes os pais exageram na correção do filho,porem antes tarde do que nunca,e também ha diferença em corrigir e espancar..mas um boa surra não faz mal a ninguém,pois se o menino roubou uma bolo hoje, amanha ele estará roubando coisa maior!
Eu acredito que tenha crianças e moleques....Pois na minha rua tem os dois,tem crianças adoráveis e tem também aqueles moleques que vivem na rua enchendo o saco dos outros e os pais não estão nem ai!Agora me diz qual será o futuro desses moleques que os pais não dão a mínima,não educam não corrige...antigamente o pai batia mas as crianças tinha educação e respeito pelos mais velhos..hoje em dia,só por Deus!
 
Etiene mendonça em 23/01/2013 13:26:50
O NOME DO INDIVIDUO MALDOSO PORQUE NÃO APARECE? PORQUE NÃO FICOU PRESO? PORQUE NÃO É NOTICIA NA GLOBO? PORQUE? PORQUE? PORQUE ?!!! RESPONDO : CORPORATIVISMO, NEGLIGÊNCIA DOS ORGÃOS RESPONSÁVEIS.
Ah ! SE FOSSE UM POPULAR.
 
NEI VILELA em 23/01/2013 11:28:44
É um despreparado....
 
elvis rodrigues ferreira em 23/01/2013 11:24:53
Uma varinha de goiabeira só nas pernas, deixa o guri esperto barbaridade e nunca mais esquece. Agora, bater nas costas da criança realmente não acho certo.
 
Hilda França em 23/01/2013 11:04:53
Um cidadao desse que se diz guarda municipal .....nao tem auto controle para educar um filho e parte para agressao...nao deve estar incorporado a uma guarda que atende a populaçao....é lamentavel isso.....mostra o total despreparo desse agente ...deve ser punido com maior rigor......mandado embora da corporaçao porque envergonha a classe. ...pais tem que dar o exemplo....ainda mais sendo um servidor publico !!!!
 
ROGERIO CARVALHO em 23/01/2013 11:00:37
MEU FILHO MORA COM A MAE DELE AS VEZES FICA SEM COMER O DIA TODO E ATE ESTE DIAS ELE FALOU QUE ESTAVA TRABALHANDO NUM CYBE PARA GANHAR DOIS REAIS POR DIA AGORA CADE O CONSELHO QUE NAO VE ISSO
 
NIVALDO CARDOSO CERQUEIRA em 23/01/2013 10:50:31
"Pé de galinha não mata pinto", frase de sabedoria antiga, e olha que antigamente não tinha ladrão. As crianças começavam a trabalhar cedo (trabalhar é diferente de escravizar), tinham responsabilidades e aprendiam a valorizar os pais. Vivemos em um mundo onde crianças não podem trabalhar, porém podem roubar,matar, ser genitores aos doze e até votar com dezesseis. O estado interfere na criação e criticam o pai por algumas chineladas merecidas. Porém quando as crianças se tornam "bandido", o máximo que podem oferecer é um confinamento insalubre que chamam de "abrigo para menores infratores". Tenho certeza que a surra do pai dói bem menos, até porque é pro bem do menino, vai evitar que apanhe de estranhos no futuro.
 
Elena F L Ramos em 23/01/2013 10:48:44
será que ele tava fardado? Engraçado na minha opnião deveriam falar de um pai que espancou o seu filho agora me diz o que a profissão dele tem a ver com o que ele fez será que ele tava fardado quando bateu no filho? Totalmente errado isso quando um PM vai preso com drogas só aparece as iniciais do nome dele totalmente errado e senhoras (es) foi exagerado realmente, mais na minha opnião tem que bater mesmo porque se não acabam como esta aqui na minha vila Marcos Roberto e Nhanhá tem uns 30 zumbi andando na rua a noite fora os que vendem drogas, procurando uma casa marcando pra roubar primeiro começa com uma simples borracha na escola e acaba roubando a casa de quem acha ruim de ter batido acorda gente invés de criticar vamos fazer algo pra acabar com a criminalidade que só aumenta.
 
Marcelo Marinho em 23/01/2013 10:41:14
Meus filhos foram criados sempre com a marca do carinho e sempre relatei a eles que nunca deveriam esconder nada de mim, enfim não tem motivo para temer, é o respeito, confiança e não temor. A lei que foi criada para amparar crianças vitimas de agressão deveria ser aplicada em qualquer caso, sem essa conversa de que o autor não tem instrução, etc etc. A lei é igual para todos e não é porque o sujeito não tem estudo pode bater e até matar como o caso mais recente que foi a nene morta pelo padrasto. Quem tambem sofre agressões sem que nada é feito são as mulheres, afinal boletim de ocorrencia nunca salvou ninguem nem de ser assassinada tampouco de continuar apanhando. Os agressores deveriam ser presos imediatamente e responder pelo crime em regime fechado e não assinar um papelzinho
 
Horlando P. de Mattos em 23/01/2013 10:39:19
bater sim espancar não! o dialogo muitas vezes não adianta pois em 6bilhões de habitantes no mundo cada pessoa age e pensa de maneiras diferente, eu apanhei dos meus pais e eu agradeço as surras que me deram, pois foi uma correção dos atos contrarios que fazia quando chegava em casa com alguma coisa que não era minha, mas neste caso faltou o dialogo do pai com o menino, mas se o menino estivesse mentido aí sim uma surra, por mentir e roubar a bola do colega. mas muitos comentarios aki repudia o ato pelo pai ser guarda, mas se ele fosse um policial com certeza alguns pontos de vista aki seriam diferentes, estariam ate do lado do pai.guarda pode ser desacatado,repreendido. a PM foi no lixão e desceu o pau nos trabalhadores e ficou por isso mesmo e fosse os guardas? a midia,caia matando.
 
odilon nascimento da silva em 23/01/2013 10:36:22
Pais de verdade, qdo corrigem seus filhos fazem eles irem às lagrimas e as vezes choram juntos, mas nunca precisa agredir, causar hematomas. Basta começar desde pequenino e acompanhar cada passo. A educação dos filhos não pode ser negligenciada, se você pular uma etapa, não existe recuperação fácil, mas com amor tudo se consegue.
 
Valter Oliveira em 23/01/2013 10:28:12
Cadê o nome do BONITO? Aquela pobre mãe que foi detida semana passada por ser suspeita da morte da filha teve o nome e sobrenome estampado nas paginas policias só pq é usuária de entorpecente,agora esse cidadão q é Guarda Municipal não foi divulgado o nome pq?Esse guardas são uns abusados e pensam q são policias,andam na contra mão á noite com os farois apagados e ficam cometendo abusos contra os menos favorecidos.Eles PRECISAM de um curso de capacitação para terem noção que não são policia.
 
Sandra Pereira Maior em 23/01/2013 10:21:38
Que nogento o comentário do Júlio. Filho se educa é com carinho, atenção e dialogo. Agressão não educa ninguém não, se educasse os meninos que passam pelas casas de custódias não voltariam para lá. Tenho 02 filhos e nunca levaram um tapa e os dois são Homens de conduta ilibada, tiveram exemplos na formação.
Agora, quanto este monstro que é Guarda Municipal, com certeza está aplicando em casa o mesmo método que utiliza nas ruas, devem ser um recalcado.
 
Luis Acordado em 23/01/2013 10:16:13
Tem que apanhar, sim, mas nem tanto, das duas uma, se roubou vai pensar duas vezes antes de fazer de novo e se não roubou vai pensar mais ainda antes de querer roubar....
Ahhh se os pais de vários bandidos tivessem agido dessa forma com seus filhos...
 
Evandson Carvalho em 23/01/2013 10:12:53
cala a boca Julio Campos,, olha que ridículo o seu comentário.
quem deve apanhar é vc, se vc tem filhos, coitado deles ne.
Isso não é questão de bater. O pai não poderia ter conversado com o filho, já que o mesmo alegou que não havia pegado a bola.
E ele como guarda, esta dando um mal exemplo.
Pena que ainda existam cabeças sem miolos quem nem a sua.
 
Thayssa em 23/01/2013 10:12:47
tem que bater mesmo, pois daqui a alguns anos estara roubando pessoas, carros, bancos, mas não desse jeito, nas costas, o pior que esta nossa sociedade é tão hipócrita que agora sente pena, é errado, mas quando elas forem as vítimas, e aí?
 
julio campos em 23/01/2013 09:53:15
Hum! roubou bola de tênis (segundo vizinho) e o pai deu chineladas. Humm! E é o Pai q quase vai preso. Hummmm! Acho que tem algo errado nessas leis.
 
Negodrade Gorsky em 23/01/2013 09:34:34
Em vez do nome do cidadão, vocês colocam "o guarda". Como se a instituição fosse, direta ou indiretamente, responsável pelo ocorrido. Fosse médico, advogado, polícial militar a situação seria a mesma. A instituição não compactua com esse tipo de atitude. Este tipo de vinculação apenas fomenta a generalização por parte de pessoas ignaras

 
Andrey Fernandes em 23/01/2013 09:07:47
Se fizermos com outras pessoas tudo que fizeram conosco... O mundo está perdido!!
 
Francisca Mesquita em 23/01/2013 08:37:45
Como esta mãe permite que seu filho continue na companhia deste monstro..
Corrigir o filho é dar bons exemplos, ter diálogo, confiança e dar a chance desta criança se defender...o fato de ser criança/filho não significa que não tenha direito de defesa. é preciso educar os filhos demaneira civilizada, este tipo de comportamento instiga ainda mais a violência, a revolta e prejudica a formação e o caracter dos filhos.
Justificar o espancamento com a desculpa de que foi criado assim...não isenta-o da culpa e do erro cometido. Por ter tido uma criação errada e que deveria usar como exemplo e fazer justamente o contrario, pois percebemos que de nada adiantou este "pai" ter sido criado na base da pancada, hoje se tornou um homem agressivo, covarde, e antisocial.

PAIS MUDEM SEUS COMPORTAMENTOS.
 
mariney maciel em 23/01/2013 08:33:13
Ele foi agredido ou corrigido????
 
Rogério Maia em 23/01/2013 08:17:39
Isso causa um trauma inrreparável na vida desta criança para toda a sua vida.Como este menino vai ter exemplo do que é ser homem se , o exemplo que ele tem é um pai que nao tem dominio de si mesmo e não se controla , nunca d=se deve corrigir uma criança com raiva, devemos estar conciente se possível orar com eles antes. Tenho certeza que se for feito isso como regra pedindo orientação divina muitos mudarao sua forma de educar.
 
chrisley r p da c ribeiro em 23/01/2013 08:04:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions