ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Homem cai em golpe de falso frete, é feito refém e tem caminhão roubado

Por Renata Volpe Haddad | 17/12/2016 14:15

Um homem de 55 anos foi feito refém e ficou amarrado no mato por quase dez horas, por um casal que roubou o caminhão de frete dele. O caso aconteceu ontem à tarde (16), em Campo Grande.

Segundo registro policial, a vítima recebeu uma ligação de uma pessoa que se identificou como Osvaldo dizendo que precisava fazer uma mudança e pegar os pertences em uma fazenda em Terenos. O homem disse ainda que seriam necessárias duas viagens, pois eram muitas coisas para buscar.

A vítima combinou o horário e Osvaldo alegou que não poderia ir, quem o encontraria seriam os filhos em uma churrascaria. Às 14h35, assim como combinado a vítima encontrou o casal no local. A mulher se identificou como Carol e o homem como Arnaldo.

Os dois subiram no caminhão e foram até o destino combinado. Na colônia Jamic, estrada de terra, Arnaldo sacou uma arma de fogo e deu dois tapas no ouvido da vítima, que foi obrigada a parar o veículo.

A mulher pegou uma corda e amarrou as mãos do senhor, dentro da cabine. O criminoso assumiu o volante e a mulher ficou apontado a arma de fogo engatilhada para a vítima. Eles pegaram a rodovia BR-262 sentido a Terenos e 5 km depois, entraram em uma estrada de terra, pararam o caminhão, foram até a mata e amarram a vítima em uma árvore.

Carol ficou no local apontando a arma para o homem e Arnaldo fugiu com o caminhão. Enquanto estavam no mato, a mulher disse para a vítima que era para ele ficar "de boa, não vai acontecer nada, o senhor é o segundo da semana".

Dez minutos depois, Arnaldo voltou a pé e os três ficaram por mais de cinco horas esperando na mata. Durante esse tempo, o criminoso ficava no telefone conversando, dizendo que era do PCC (Primeiro Comando da Capital) e fazia ameaças de morte para a vítima. O celular do senhor também foi usado.

Por volta de 20h, o casal reforçou as cordas da vítima e foram para a rodovia. Às 23h, o homem conseguiu se soltar e caminhou até o posto de Terenos. Um desconhecido ofereceu carona e deixou a vítima em casa.

Nos siga no Google Notícias