A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

14/06/2012 17:27

Homem, condenado por abuso de crianças em 2008, foi preso por outro crime sexual

Luciana Brazil

Valdocir dos Santos, 40 anos, foi preso na manhã de hoje suspeito de ter abusado sexualmente de uma menina de 11 anos. O crime foi cometido contra a filha da ex-mulher. Valdocir já está condenado a mais de 40 anos de prisão por ter abusado sexualmente de três crianças, em 2008, crime por qual já tinha um mandado de prisão em aberto.

A menina de 11 anos assegurou que os abusos já aconteciam há mais de três meses, de acordo com a delegada Regina Motta da DPCA (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente).

Segundo a vítima, os estupros aconteciam quando a mãe saía para trabalhar, sempre na hora do almoço e com preservativo. Valdocir ameaçava a menina dizendo que mataria a mãe ou pai biológico, caso a enteada contasse alguma coisa.

Após o último estupro, que aconteceu na última segunda-feira (11), a menina apanhou de Valdocir e ficou com marcas pelo corpo que foram vistas pela mãe. A menina acabou contando tudo.

A prisão de Valdocir foi feita na região do Sayonara, em um bar. Ao checar seus antecedentes criminais, na DPCA, a delegada constatou que Valdocir já tinha uma sentença condenatória por estupro e atentado violento ao pudor. “Não tinha ocorrido a mudança na lei, que hoje considera tudo como estupro”, disse a delegada.

O criminoso ainda tinha uma passagem por estupro, sendo uma prisão em flagrante em 2004.

Segundo os investigadores, o homem agia sempre da mesma forma, se aproximando das mães para depois abusar das crianças.

Além das sentenças, ele será condenado por estupro de vulnerável, se condenado a pena pode chegar a 15 anos de reclusão.

Crimes anteriores: Em 2004, o estupro foi contra uma menina de 14 anos. Ele foi preso em flagrante depois que a menina foi obrigada a tirar a roupa e saiu correndo e pediu ajuda à polícia. Em 2008, os abusos foram cometidos contra duas meninas e um menino que moravam com a avó. Na época, o médico legista comprovou a conjunção carnal.



Se ele foi preso em flagante em um dos estrupos ,por que então ele não estava preso.Isso é uma vergonha ,só aqui no Brasil mesmo, esse é o resultado da lei brasileila.quem paga por tudo são as vitimas.
 
Tatiane Antunes em 14/06/2012 06:47:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions