A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

16/11/2017 10:48

Homem é preso em flagrante depois de destruir e atear fogo na casa da ex

Com medo, vítima procurou ajuda e ficou abrigada na casa de vizinhos até homem ser detido

Guilherme Henri e Mirian Machado
Vila de casas onde atentado aconteceu nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)Vila de casas onde atentado aconteceu nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)

Um homem de 29 anos foi preso por quatro policiais militares de folga depois destruir e ainda atear fogo em móveis na casa da ex-mulher. O atentado aconteceu na manhã desta quinta-feira (16) em uma vila de casas, localizada na avenida Julio de Castilho, no bairro Silvia Regina, em Campo Grande.

Segundo o registro policial, a vítima de 24 anos relatou que foi casada com o suspeito por 3 anos e tiveram uma filha. O casal estava separado desde agosto e a jovem já havia registrado uma queixa contra o ex-marido, porém ainda permitia que ele visitasse a filha na casa.

Nesta madrugada, o homem teria agredido a ex-mulher com um soco. Ela tentou se proteger e acabou atingida em um dos braços.

Com medo, a mulher saiu da casa e procurou ajuda na casa de vizinhos onde ficou abrigada.

A Polícia Militar foi chamada, mas quando chegou o suspeito havia fugido do local. Entretanto, pela manhã o homem entrou na casa pela janela da cozinha e destruiu todos os móveis e com um isqueiro ateou fogo no sofá, roupas e no colchão da filha do casal.

Ao ver a fumaça, a vítima pediu ajuda, momento em que quatro militares de folga, que estavam em um comércio do lado da casa conseguiram deter o suspeito.

Ele foi imobilizado até a chegada de equipes policiais, que o levaram para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) onde foi preso em flagrante.

A vítima registrou a ocorrência e pediu medida protetiva contra o ex-marido, contudo, se recusou a ficar na Casa de Acolhimento à Mulher.

A reportagem foi até o local, porém ninguém quis comentar sobre o caso.

OAB-MS nega inscrição para homem que responde por violência doméstica
Um advogado teve sua inscrição negada na OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) porque ele responde processo criminal d...
TJ abre inscrições para curso à distância que vai discutir violência doméstica
O TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) chama a população, até o dia 27 de outubro, para participar da formação “Atenção à mulher em situ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions